segunda-feira, 17 de maio de 2010

Formação de um Tarólogo - Analogia


Estágio inicial:
-Sou criança;
Fico feliz com as descobertas. Choro quando encontro dificuldades e quando me sinto limitado. Quero ser grande, sou tão pequeno diante dos outros, acho que nunca vou crescer também. Entusiasmo-me com as novidades que vejo, quero ter/ser também. Entristeço-me quando não me dão atenção ou crédito pelas minhas  habilidades recém adquiridas. Quero aprender, por que só ouço não e ninguém me explica o por que, não? Meu pai (mestre/professor) é meu herói, ele sabe tanto. Por que tenho que seguir tantas regras e outros não seguem?

Estágio intermediário:
-Sou adolescente;
Bato de frente, quando discordam de mim. Eu me esforço e nem sempre sou reconhecido. Tenho muitas dúvidas e não sei a quem recorrer, pois descubro que meu pai (mestre/professor) não é um deus, não sabe tudo. Não concordo com as regras pré estabelecidas, por que tem que ser assim? Não arredo o pé das minhas decisões, nem que fique sem ele, sou irredutível. Tenho amigos com os mesmos interesses, mas por vezes me sinto sozinho entre eles.

Estágio avançado;
-Sou adulto;
Tenho experiência, vivi. Não passei ileso pela vida, mas esta me ensinou muitas coisas. Errei e acertei muitas vezes. Procurei fazer o melhor diante das minhas possibilidades.
Ajudo a quem precisa de mim para um conselho perante suas dúvidas. Jamais imponho condições, pois sei que cada um aprende no seu tempo, as lições que a Vida quer ensinar.
Não sou e nunca serei o senhor das verdades, mas tenho as minhas, e essas são apenas para meu uso exclusivo, são nelas que me apoio.
Sou paciente e tolerante, pois conheço as facetas do meu semelhante.
Por tudo que este passou eu já passei, hoje não tenho nada que provar para ninguém. Pois aprendi que a prova maior de todo meu conhecimento, tenho que dar a mim mesmo.




Aprender tarô é assim, passando por etapas, vive-las ao seu tempo é de primordial importância. 
Não precisa presa, pois a Vida não tem presa para lhe ensinar. 
Pular etapa pode levar a desistência de aprender, pois cada nova etapa vai exigir conhecimento da etapa anterior.

Você não precisa de um diploma, pois não existe uma Universidade com este curso regulamentado.

É como a vida.
Ser humano não vem com manual. Vai aprendendo conforme a vivência.
As vezes um instrutor pode ajuda-lo ou confundi-lo ainda mais.

A Bíblia Sagrada do Tarô, nunca foi editada. 
No entanto há muitos livros a disposição para extrair o conhecimento.

Mas só a prática constante transforma um Aprendiz em um Mestre.




Lucia

É vivendo que se aprende, a viver!


3 comentários:

  1. Lucia,

    fiz um sumário de seu artigo e publiquei no Tarosfera.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi Arierom

    Já visitei a Tarosfera, agradeço a gentileza.
    Muito legal a Tarosfera, vários blogs e sites sobre tarô, vou indicar o link aqui no meu blog.
    E obrigada pelo meu blog estar entre os demais.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Lucia,

    agradeço ter também sua indicação e divulgação!

    Abraços.

    ResponderExcluir

Leia antes de postar!

Devido a falta de tempo, dúvidas ou ajuda na interpretação de cartas e jogos serão respondidas somente via e-mail, faça seu pedido acessando o link:

→ Aulas de Tarot - Interpretação de Jogos - http://samantha-tarologa.blogspot.com.br/p/aulas-praticas-de-tarot-interpretacao.html

Pagamentos via PayPal e PagSeguro.


Agradeço a sua visita.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos