terça-feira, 21 de setembro de 2010

ESTUDANDO O TAROT

Podemos estudar o TAROT de várias formas, onde as mais eficientes são o estudo do simbolismo comparado, o estudo da mitologia dos povos, a meditação e o mais apropriado a quem deseja entender profundamente seu significado, a vivenciação.

Devemos lembrar que qualquer uma das técnicas escolhidas deverá ser feita com paciência e obstinação, afinal para o bom aprendizado das cartas eles devem começar a fazer parte de sua vida. O ideal é que o estudante que pretende se utilizar do TAROT como um guia para sua iniciação, faça de forma metódica o exercício das técnicas abaixo mencionadas, integrando ao seu dia-a-dia os seus ensinamentos atemporais do esoterismo que nos permite amplamente conhecer-nos, e ao universo manifesto de que fazemos parte.


SIMBOLOGIA

Para estudar o TAROT através do simbolismo comparado devemos proceder da seguinte forma:
  • Observe atentamente a figura e verifique o que ela evoca a nível cultural e arquetipal, por exemplo, o rei evoca autoridade e segurança, note ainda os objetos que complementam a figura, como uma coroa evoca poder, um livro que evoca sabedoria e assim por diante;
  • Observe o nome da lâmina;
  • Observe a ação desenvolvida na cena da figura;
  • Existe ainda, apesar de divergências entre os estudiosos, correspondência astrológica das quais podemos nos utilizar.


MITOLOGIA

Para estudar o TAROT com o apoio da mitologia, devemos estudar as mitologias de vários povos, e como as mitologias tratam de figuras arquetípicas que representam princípios universais do inconsciente humano, tal como o TAROT a relação é evidente.


MEDITAÇÃO

A meditação é fundamental e obrigatória a todos que desejam aprofundar o autoconhecimento e entender a "Trama Cósmica", para utilizar esta técnica ao estudo do TAROT, devemos proceder da seguinte forma:

  • Escolha uma periodicidade para realizar os exercícios, uma vez por dia, por semana, etc...
  • Escolha uma lâmina para tema de meditação;
  • Faça uma observação atenta da lâmina, recorde todas as atribuições que você conhece sobre ela;
  • Faça um relaxamento completo;
  • Visualizar a lâmina o mais nitidamente possível com o máximo de detalhes. Quando a imagem estiver clara acrescente movimento e observe o que você vê, preste atenção na sequência dos acontecimentos, tente aos poucos participar da cena, não tenha nenhuma ideia pré-concebida sobre a sequência das imagens;
  • Registre as impressões que teve durante o exercício.


VIVENCIAÇÃO

A vivenciação é o processo mais didático para aprender sobre TAROT e sobre nós mesmos. A técnica consiste em, atráves de um relaxamento dirigido, você observar com qual ou quais arcanos você se identifica mais. Este relaxamento, normalmente lhe leva em direção ao mundo imaginário no qual você pode entrar em contato com as várias personalidades que integram, o mundo do Tarot. Observe suas ações que correspodem a este ou estes arcanos, e veja quais ele tem que lhe faltam e cultive-as em você.

Analise as situações sob o ponto de vista da simbologia do TAROT e veja a ênfase dos acontecimentos de sua vida em cada momento e descubra a lição que deve aprender.

Quando vivenciamos uma lâmina ou seja, nos integramos plenamente ao princípio universal e o realizamos, então vencemos este grau iniciático.






Caminhos de Luz
Lucia

sábado, 11 de setembro de 2010

Tarot - Um Caminho para o Autoconhecimento

INTRODUÇÃO

Falar de Tarot, é falar de um dos grandes mistérios da humanidade, sendo que é algo fascinante que encanta e deixa as pessoas hipnotizadas perante a isto.
Encontrar a possibilidade de um instrumento que lhe possa desvendar o futuro e lhe dar meios para melhorar sua prosperidade é algo que nos deixa alucinados para conquistar.
Ages
O tarot pode ser isto e muito mais. Você pode encontrar nele maneiras claras de autoconhecimento e direção. Dividido em três etapas, ele descreve a você as fases de vida de um ser humano, suas qualidades e sua vivência de uma maneira abrangente e direta, dando a possibilidade de aprendermos como trabalhamos a nossa prosperidade. O Tarot nasceu com o intuito de ajudar as pessoas a realizarem transformações importantes na vida de uma maneira que as fizessem crescer, sem a necessidade do milagre, mas sim através de suas forças, fazendo com que cada um descobrisse sua verdadeira forma de trabalhar com a vida, suas limitações e qualidades, o desenvolvimento de seu potencial, sendo de forma física, mental, emocional ou espiritual. Através dele podemos vincular a nossa vida a um plano superior muito mais livre e consciente, nos dando a viabilidade de crescermos e aproveitarmos os dons que o Universo nos deu.

Thoth
Para começarmos a entender o Tarot devemos relembrar a sua forma de nascimento e de onde surgiu. São muitas as formas de descrição deste fato, e com certeza como muitos os surgimentos, sem nenhum grau de certeza absoluta, a não ser o das crenças que cercam o ser humano. Muitos chegam a dizer, numa somatória de suposições que o Tarot teria nascido na antiga Atlântida, mas devemos lembrar que não conseguimos nem comprovar a existência do Velho Continente submerso, então parte de nossa crença aceitarmos ou não esta teoria. Sabemos apenas que dentro de indagações como Atlântida, Lemúria, Egito, antigos ciganos, bruxos celtas ou outros povos não temos estas confirmações. Os únicos registros escritos a relatarem sua existência são de 1.377 quando o monge alemão Johannes fez uma comparação entre o TAROT e o xadrez, apresentando o primeiro como um jogo que tem como personagens, reis, rainhas, nobres e o povo como o segundo.
Cosmic
Outro registro é de 1.379 pelo historiador da cidade de Viterbo, onde relata que fora introduzido na cidade um jogo de cartas vindo do pais dos Sarracenos, chamado Naib.
Os reis também se ocuparam do tarot, em 1.387, o rei de Castela João I decretou a proibição do jogo de cartas em seu reino.
Em 1.392, o rei Carlos I da França ao contrário do rei espanhol, encomendou três baralhos ao pintor Joaquemin Gringonneur, 17 lâminas chegaram aos nossos dias e podem ser vistas na Biblioteca Nacional de Paris.
Mas, estes são os registros oficiais que temos e anteriormente o que será que aconteceu?
Para a maioria, as origens do tarot se perdem no tempo de tão longínquo que seria o seu surgimento, então seria difícil dizer que algumas delas estará mais ou menos correta, mas vamos a estória que para mim se torna mais adequada.

Enchanted
Antigo Egito, uma terra onde muitos dos mistérios ainda não foram desvendados, o povo passava por uma fase complicada em sua organização e autonomia, ficando desgastados e a possibilidade da falência do Império era iminente, os reis começam a verificar a  necessidade de realizarem um fato que pudesse unir o povo, espiritualizá-lo e fazê-lo prosperar, e então dai nasce a providência de pedirem aos seus sacerdotes para que fizessem algo que o povo tivesse como direcionamento. Nasce então a ideia de relatarem através das lâminas de ouro e desenhos com simbologia mágica o caminho para a prosperidade, sendo que este conhecimento deveria estar exposto a todos que dele quisessem obter a sabedoria, começando pelo principio sagrado da trindade e se dividindo em três etapas: a primeira mostraria o crescimento físico do homem
desde sua fase recém nascida até a fase idosa, e neste grau nascia as sete primeiras cartas: a segunda etapa seria as qualidades que um homem deveria ter para atingir o sucesso, e assim da carta da Justiça até a Temperança temos mais sete cartas: e depois preocupados com os acontecimentos naturais da vida e como alguém que busca a vitória pudesse entende-los temos a aparição do Diabo até o Mundo nas próximas sete cartas. Para demonstrar que tudo isto era um grande caminho a ser percorrido por todos é inclusa a vigésima segunda carta, o viajante ou o Louco.
Mitologic
Vemos que nesta época o Egito teria tido o seu apogeu, até que vindos da Índia, os ciganos, um povo extremamente místico, reconhecem no tarot uma possibilidade de grande poder e interessados no crescimento que este conhecimento poderia lhes oferecer, acabam utilizando este conhecimento para eles, deixando o vazio para o povo egipcio e se tornam detentores desta imensa magia.Seguindo atráves de grandes caminhos, os ciganos acabam se utilizando deste poder como uma forma de ganhos financeiros e de sociabilidade, mas sempre de uma maneira extremamente secreta. Ao chegar na Europa, o Tarot já está unido com o oráculo original deste povo, o baralho comum, compondo assim um total de 74 cartas, porém começam a verificar a necessidade de mais quatro cartas devido a observar-se que o povo europeu daquela época, ao contrário do povo egípcio, era guerreio e conquistador, e não tinha apenas o Rei, Rainha e Valete, mas sim, um cavaleiro como conquistador. Neste formato são incluídos mais 4 cavaleiros e assim chegamos a 78 lâminas do Tarot Clássico.

Tavaglione
Atualmente, oTarot vem sendo mais difundido e com possibilidades maiores de aprendizado. As pessoas deixam de busca-lo por curiosidade e começam a encarar as lâminas como uma forma de autoconhecimento e de crescimento pessoal. São vários os tipos de tarot que existem hoje em dia, sendo que o mais famoso deles é o Tarot de Marselha e a partir od séc. XIV, com o surgimento de outras versões de tarot principalmente os Italianos, Espanhóis e Franceses, temos outros renomados que são:
  • Haindl (evolução humana)
  • Ages (Fases da vida)
  • Kazalan
  • Bárbara Walker
  • Cosmic
  • Salvador Dali
  • Aleister Crowley
  • Reinassance (sutil)

Para uma boa escolha de sua nova ferramenta deve-se observar a sua sensação e sentimento perante as figuras representadas.


Caminhos de Luz
Imagens: Taroteca



Lucia

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Imagens - A Primeira Impressão.

A primeira impressão que alguém tem quando abre um baralho de tarô, são suas imagens, independente dos significados do seu simbolismo, que são mais profundos, e dão uma dinâmica maior a uma leitura, a primeira impressão que fica é a visual.

O que cada um percebe quando vê a imagem de cada carta, faz sim parte de seu significado.


Ancestral Path

Este é o Arcano XII - O Pendurado

O que mostra essa imagem?
Um feto sendo gerado! Uma gestação!
Então, O Pendurado também representa uma gravidez.





Este é o livro Tarô Cabalístico.
Onde mostra que O Pendurado também representa uma gravidez. Representa o Caminho da Água.
Para dar validade ao que a literatura relata, sobre os significados das cartas de tarô, temos que comprovar na prática.
A gravidez pelo O Pendurado, já foi comprovado na prática.
Quanto ao Caminho da Água - "Afogar-se nessas águas", também já foi comprovada na prática. No caso Mércia Nakashima, encontrada afogada na represa. O Pendurado indicando lugar.

No livro de Thoth
Esta carta, atribuída à letra Mem, representa o elemento água.
....Note-se na Precessão dos Aeons. “O Pendurado” é uma invenção dos Adeptos da
fórmula do I.N.R.I.- J.A.O.. No Aeon anterior ao osiríaco, o de Ísis (água), ele é “O
Afogado”. As duas colunas de suporte da forca mostrada nos baralhos medievais eram,
no sistema partenogenético de explicação e regência da natureza, o fundo do mar e a
quilha da arca.....Ao fundo do Pendurado há uma grade imensa de pequenos quadrados. São as plaquetas elementares que exibem os nomes e sigilla de todas as energias da natureza. Através de seu trabalho uma criança é gerada, como é mostrado pela serpente se agitando na escuridão do Abismo abaixo dele. Contudo, a carta em si é essencialmente um glifo da água.....

78 Graus de Sabedoria
...Inicialmente, no poema, diz-se ao herói que "tema a morte por afogamento". O ego encara a renúncia como a morte - dissolução no mar da vida. Quem dá essa advertência é um leitor de Tarô. O poema de Eliot ajudou a popularizar as cartas do Tarô na década de 20. Especificamente, popularizou o Homem Dependurado...Na realidade, Eliot afirmava nada conhecer do Tarô, mas apenas usar algumas imagens dele. Aparentemente, no entanto, ele sabia pelo menos um fato esotérico desconhecido até de muitos comentadores do Tarô - que, de acordo com alguns escritores esotéricos, o Homem Dependurado "originalmente" tinha por título "O Marinheiro Fenício Afogado". ...A carta da Aurora Dourada, mostra o Homem Dependurado suspenso sobre a água. A maior parte dos cabalistas do Tarô dá a esta carta a letra mem. Mem significa "mares", ou o elemento da água.



Ancestral Path

 Este é o Arcano O Louco.
O que você vê nesta imagem?
Um cartomante, um tarólogo, um tarotista?
Uma representação fidedigna para a arte de ser tarólogo.


São tantas as literaturas sobre tarô. É um vasto universo para pesquisas.
Podemos associar o tarô, a numerologia, astrologia, cabala.. mas isso não é regra.

Afinal regras pré estabelecidas não existem no universo do tarô.

Podemos jogar só com os Maiores, ou em pares - 1 Maior e 1 Menor - ou com 1 Maior mais 2 ou 3 Menores ou com o baralho todo. 

O que funciona melhor? 
O que você escolher!

Podemos jogar dentro de métodos existentes ou criar nossos próprios métodos ou até jogar sem métodos.

Podemos e devemos ler de tudo sobre o tarô. Não precisa seguir uma linha como certa e verdadeira. Isso não existe. Faça uma salada de conhecimento.

A salada é sua. O que você coloca na sua salada? Apenas os ingredientes que você gosta (concorda, assimila), correto?


Ancestral Path
  Nei Naiff em um de seus livros, na exemplificação do método Templo de Afrotide, na casa do futuro para casais - namorados/casados, refere-se a possibilidade, também, de uma gravidez, para o Arcano O Pendurado e também para o Arcano A Morte.

De onde se obte-ve tal significado, senão do óbvio..cabala/ocultismo.

E na astrologia e tarô, que temos? O método Mandala Astrológica, tão usado no tarô, para joga-lo, temos que estudar, um pouco, de astrologia para entender suas 12 casas e a relação entre elas, se quisermos ter um bom entendimento e usufruir de toda sua complexidade. Os Elementos -Fogo/Terra/Ar/Água -que compõem os Naipes dos Arcanos Menores, são os mesmos das casas da Mandala. 




 

A figura  mostra essa associação.



Temos que estudar ou conhecer tudo isso, para jogar tarô? Não!

É só para mostrar como é vasto este universo.

Os autores, em seus livros, deram a opinião deles sobre o tarô, a conclusão que eles chegaram ao estudar e práticar esta arte. Por isso há tanta divergência. 

É apenas a opinião de cada um. Não existe certo ou errado.

Cabe a cada um, que estuda e prática o tarô, tirar suas próprias conclusões.




Lucia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos