terça-feira, 28 de junho de 2011

Método de Tarô : Templo de Afrodite


Templo de Afrodite, um método para analisar relacionamentos.

Este método analisa qualquer tipo de relacionamento, inclusive amizades.
As casas são dispostas sempre em duas colunas.
Uma para Ele e outra para Ela, ou seja, uma para o  parceiro (a) e outra para o consulente.
A coluna que vai identificar o  Parceiro ou o Consulente, fica a critério do consultor, que deve definir antes de abrir o jogo.

Querendo analisar apenas uma pessoa, também é possível, basta abrir apenas uma coluna e a casa do Futuro.

Disposição das cartas





As colunas tem o mesmo significado, sendo:

Casa 1 e 4 = Pensamentos/Mental
São os pensamentos que essa pessoa tem em relação a outra. Como vê a relação. Qual a intenção em relação a outra pessoa.

Casal 2 e 5 = Sentimentos/Emocional
São os sentimentos dessa pessoa para com a outra. O que deseja, o que sente no coração.

Casal 3 e 6 = Sexual/Físico
A atração sexual pelo outro. Os desejos carnais. O libido.
Em analises de relacionamentos onde não há contexto sexual, como as amizades, esta casa pode ser analisada como aparência exterior. O comportamento para com a outra pessoa. A atitude. A expressão.

Casal 7 = Futuro
O que resultará essa relação. Pode se estipular um período de tempo se assim o desejar.


Reis e Rainhas sempre representam pessoas, de alguma forma envolvidas nessa relação.





Lucia
Afrodite: deusa do amor, sexo e beleza corporal.

Introdução 
Na mitologia grega, Afrodite era a deusa do amor, da beleza corporal e do sexo. Para os gregos, ela tinha uma forte influência no desenvolvimento e prazer sexual das pessoas. Era considerada também a deusa protetora das prostitutas na Grécia Antiga. Foi cultuada nas cidades de Esparta, Atenas e Corinto.

Nascimento e relacionamentos 
De acordo com a mitologia, Afrodite nasceu na ilha de Chipre. Filha de Zeus (deus dos deuses) e Dione (deusa das ninfas), casou-se com Hefesto (deus do fogo). Porém, em função de suas vontades e desejos, possuiu vários amantes (homens mortais e outros deuses). Chegou a ter um filho, Enéias (importante herói da Guerra de Tróia) com o amante Anquises.

Principais filhos de Afrodite: 
- Com Hermes (deus mensageiro) teve o filho Hermafrodito. 
- Com Ares (deus da guerra) teve os filhos Eros (deus da paixão e do amor) e Anteros (deus da ordem).
- Com Apolo (deus da luz, da cura e das doenças) teve o filho Himeneu (deus do casamento).
- Com Dionísio (deus do prazer, das festas e do vinho) teve o filho Príapo (deus da fertilidade).

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Tarô & Sexo - OS AMANTES

Estes significados são especificamente sobre o tipo sexual dos Arcanos.
Significados dos símbolos, existentes na imagem de cada lâmina, relacionados com a vida sexual.



VI - OS AMANTES e o SEXO


As imagens que se destacam na carta:
Uma figura de grandes asas abertas.
O sol que brilha no alto.
A nudez do homem e da mulher, como Adão e Eva.
Atrás do homem a árvore da vida com 12 frutos.
Atrás da mulher, a serpente enroscada no tronco da árvore da ciência do bem e do mal.

Embora o sol sempre represente a consciência, aqui a luz escurecida do sol indica falta de radiação, consciência turva.
A nudez do casal, simboliza a virgindade, a inocência, o amor, antes de contaminado pelo conhecimento do desejo sexual grosseiro.
A virgindade não significa que não houve a cópula, mas sim que na expressão sexual de ambos, não há sinal de pecado, desgraça ou vergonha.
Esses elementos negativos não existem até o homem comer o fruto da árvore da ciência do Bem e do Mal, ou seja, enquanto o homem, conscientemente, não admitir a realidade desses elementos e identificar-se com eles. Daí a advertência; "Assim como acreditares, assim tu serás".

Esta é a lâmina da liberdade sexual e, em sentido mais elevado, sugere que somente pela Mulher pode o Homem completar-se a si mesmo.

Homens e mulheres com a natureza do Amante não acreditam ou não aderem aos tradicionais tabus sexuais, já gastos.
Quando amam, essas criaturas amam abertamente, sem vergonha, proporcionando ao parceiro sexual tudo quanto possuem.

Participarão sem reservas de qualquer ato sexual. Para eles, não é pecaminoso, desgraçado ou vergonhoso "o sexo por amor ao sexo". Não comeram o fruto da árvore da ciência do Bem e do Mal. Por conseguinte, continuam gozando do sexo em sua expressão paradisíaca, inocente e virginal, que é um estado de mente.


Em uma consulta, esta lâmina, significa: amor sem alteração; atração, beleza, ganho de causa na justiça, união sexual, algumas vezes casamento.
Prenuncia talvez "a outra mulher" na vida do homem ou "o outro homem" na vida da mulher.
Há também o indício de desejo de amor virginal ou seja o forte fluido amoroso com expressão erótica sem inibição.
A mensagem dos amantes é : " o amor perfeito vence qualquer medo".






Comentários: Sexualmente, a carta mostra amor e sexo sem pecados, puro e ingênuo, tal qual Adão e Eva no paraíso, antes de comer do fruto proibido.
Para alguns esta é a carta do amor, não em minha percepção. Esta é a carta da decisão, das escolhas e das dúvidas, sendo assim a carta da infidelidade.
Pode indicar um amor, um casamento ou mesmo infidelidade, tudo depende das cartas que a acompanham.
O número 6, considerado o número da família, para alguns numerólogos. Outros numerólogos aconselham acrescentar um letra ao lado do número de sua residência, quando a somatória desta der 6, justamente por relacionarem este número a carta dos Amantes, por conseguinte emitir uma energia de infidelidade.

Como uma carta de livre arbitrío, cabe ao consulente fazer sua escolha, entre a razão e a emoção.


Lucia

Tarô & Sexo: Outros Arcanos

Referência:
O Significado Sexual do Tarô - Theodor Laurence



O Tarô aconselha, não obriga.
"Prevenir é defender em devido tempo".





sábado, 18 de junho de 2011

Tarot - Carmina Burana

 Tarot em Evidência!
A Canção e a Roda da Fortuna


Carmina Burana significa Canções de Benediktbeuern. Em meio à secularização de 1803, um rolo de pergaminho com cerca de duzentos poemas e canções medievais, foi encontrado na biblioteca da antiga Abadia de Menediktbeuern, na Alta Baviera. Havia poemas dos monges e dos eruditos viajantes em latim medieval; versos no vernáculo do alemão da Alta Idade Média, e pinceladas de frâncico. O erudito de dialetos da Baviera, Johann Andreas Schmeller, editou a coleção em 1847, sob o título de Carmina Burana. Carl Orff, filho de uma antiga família de eruditos e militares de Munique, ainda muito novo familiarizou-se com esse códice de poesia medieval. Ele arranjou alguns dos poemas em um “happening” – as “Cantiones profane contoribus et choris cantandae comitantibus instrumnetis atque imaginibus magics”- de canções seculares para solistas e coros, acompanhados por instrumentos de imagens mágicas. A obra já é vista no sentido do teatro musical de Orff, como um lugar de magia, da busca de cultos e símbolos.
Esta cantata cênica é emoldurada por um símbolo de antigüidade – o conceito da roda-da-fortuna, em movimento perpétuo, trazendo alternadamente sorte e azar. Ela é uma parábola da vida humana, expostas a constantes transformações. ..... leia mais...

O texto original de "O Fortuna", de Carmina Burana


"O Fortuna" é um latim medieval Goliardic poema escrito no início do século XIII, parte da coleção conhecida como a Carmina Burana . É uma reclamação sobre o destino , e Fortuna , a deusa da mitologia romana e personificação da sorte .


 FORTUNA IMPERATRIX MUNDI
Fortuna Imperatriz do Mundo

Ó Fortuna
és como a Lua
mutável,
sempre aumentas
e diminuis;
a detestável vida
ore escurece
e ora clareia
por brincadeira a mente;
miséria,
poder,
ela os funde como gelo.

Sorte monstruosa
e vazia,
tu – roda volúvel –
és má,
vã é a felicidade
sempre dissolúvel,
nebulosa
e velada
também a min contagias;
agora por brincadeira
o dorso nu
entrego à tua perversidade.

A sorte na saúde
e virtude
agora me é contrária.
e tira
mantendo sempre escravizado.
nesta hora
sem demora
tange a corda vibrante;
porque a sorte
abate o forte,
chorais todos comigo!

Carl Orff Lyrics

Fortune plango vulnera -
Choro as Feridas da Fortuna

 Choro as feridas infligidas pela Fortuna
com olhos lacrimejantes,
pois seu tributo de mim
cobra agressivamente;
Na verdade, está escrito
que a cabeça coberta de cabelos
a maior parte das vezes
revela-se, quando a ocasião se apresenta calva.

No trono da Fortuna
eu sentara, elevado,
coroado com as flores
multicoloridas da prosperidade;
apesar de ter florescido
feliz e abençoado,
agora do alto eu caio
privado de glória.

A roda da Fortuna gira;
eu desço, diminuído;
outro é levado ao alto;
lá no topo
senta-se o rei no ápice —
que ele tema a ruína!
pois sob o eixo lemos
o nome da rainha Hécuba.


Carl Orff Lyrics
" Fortune Plango Vulnera (tradução) "

Rainha Hécuba: uma peça do teatrólogo grego Euripides (~450 AC).
Hécuba, rainha de Tróia, se tornou escrava após seu país perder uma guerra.
Por isso, ela se transformou no símbolo da majestade e da desgraça.


Carmina Burana - Fortuna Imperatrix Mundi- legendado




ROTA FORTVNÆ
A Roda do Destino
Desenho bizantino da Idade Média
Bibliothèque Nationale de France (Dept. Estampes Ad 144 a)




Lucia




A Origem de Carmina Burana
lyricstime
Wikipédia 

amattos 
Boécio e Ramon Llull: A Roda da Fortuna, princípio e fim dos homens

terça-feira, 14 de junho de 2011

Método: A Resposta Imediata - Exemplo 3

Este método é similar ao Método Peladan e associa as Casas da Mandala Astrológica.
A descrição deste método, está detalhada na postagem - Variação do Método Peladan -  A RESPOSTA IMEDIATA - 
Vamos ver este último exemplo de como interpretar este método, segundo o autor - Cartas e Destino - Hadés.

Exemplo 3

Pergunta:
«O consulente pretende saber onde  levará um encontro que teve, num local mundano (?), com uma jovem. Que acontecerá entre eles (supondo que haja « qualquer coisa»)?


Saíram as cartas;

Somando: 8 (Justiça) + 4 (Imperador) + 2 (Sacerdotisa) + 7 (Carro) = 21 Mundo


Coloca-se o Mundo no centro do jogo



Análise das cartas:
A Justiça na Casa I (casa 1):
Trata-se de uma mulher que contará na vida do consulente. Esta carta significa novo equilíbrio. Se tivesse em frente uma carta maléfica, diríamos que desequilibraria a vida do consulente. Onde se encontra, designa nova força.

O Imperador na Casa VII (casa 2):
Importância de contatos sociais. Forte vontade por parte da mulher.
A Papisa na Casa X (casa 3):
Uma possibilidade de fecundidade domina o jogo. Haverá qualquer coisa importante entre estas duas pessoas e formação, provável, de um casal (Justiça na Casa I e Papisa na Casa X).
O Carro na Casa IV (casa 4):
Novo reencontro e viagem de um para casa do outro.
O total das cartas equivale ao Mundo:
Formação de um par, os desejos do consultante realizar-se-ão.

Comentando

A Sacerdotisa no jogo, mostra a própria mulher de quem se pergunta. (um arcano menor aqui, mostraria suas atitudes/intenções). Segundo a minha tabela (abaixo),a Sacerdotisa estando em uma casa de futuro, provavelmente está no caminho do consulente, rever a tal jovem.

  Casa I  ÁRIES  Eu, ego, questões pessoais, instintos
  Casa IV  CÂNCER  Lar, família, passado
  Casa VII     LIBRA  Outro, clientela, contratos
  Casa X   CAPRICÓRNIO     Projeção no meio, futuro

Seguindo a sugestão do autor, se fizermos o total das casas IV e VII (2 e 4), que se referem ao futuro, teremos:
4 (Imperador) + 7 (Carro) = 11 Força, diria também que há fortes possibilidades deles se envolverem amorosamente.
Mas,
A Justiça, representando o consulente, não mostra alguma afetividade, já que este Arcano é considerado frio para relacionamentos. O Imperador também não é um Arcano dos mais românticos ou afetuosos. A Sacerdotisa é considerada passiva em relacionamentos. O Carro por sua vez, pode indicar um romance, breve, assim como começa, termina. O Mundo, tanto pode ser considerado o começo de algo como o fim.
Lembram como calcular os ocultos? (ver no exemplo 2)
Teremos o Enforcado e o Eremita, nada promissores para  relacionamentos.

Então deduzo que, podem se envolver de forma breve e passageira.



Lucia

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Método: A Resposta Imediata - Exemplo 2

Este método é similar ao Método Peladan e associa as Casas da Mandala Astrológica.
A descrição deste método, está detalhada na postagem - Variação do Método Peladan -  A RESPOSTA IMEDIATA - 
Vamos ver exemplos de como interpretar este método, segundo o autor - Cartas e Destino - Hadés.

Exemplo 2
Pergunta:
«Ganharei o processo atualmente em curso?»

Saíram as cartas;

Somando: 4 (Imperador) + 0 (Louco) + 17 (Estrela) + 20 (Julgamento) = 41 = 4 + 1 = 5 - O Papa

Coloca-se O Papa no centro do jogo.

Análise das cartas:
Apenas uma carta não é boa, O Louco, que na Casa VII - a ocidente - (Casa 2), significa adversários de má fé, procurando fugir e escapar às suas responsabilidade. Confirma-se assim que foi a consulente quem demandou o processo.
A consulente tem a seu favor a força e será proferida uma decisão que poderá representar para ela um benefício material ( O Imperador refere-se às coisas terrestres e confirma-as). Também se podem ver nisso indenizações. Não deve perder a coragem, devendo, pelo contrário prosseguir sem desânimo, com tranquilidade e firmeza. Aliás, parece ser essa a sua atual atitude.
O Louco na Casa VII (Casa 2):
Carta muito má, indicando muitas vezes a desonestidade e a fuga. Aqui é, sem contestação, o adversário que está de má fé (se fosse o contrário, seria conveniente dizê-lo sem hesitações à consulente). O Louco indica inimigos proteiformes ( que muda de forma frequentemente), difíceis de agarrar, que se esquivam e incomodam. Contudo, esta espécie de fuga não poderá ser eterna, visto que O Imperador (à frente) implica, com o cetro e a águia, a possibilidade de uma decisão sem apelo.
A Estrela na Casa X (Casa 3):
O que domina o conjunto do jogo é uma esperança. A consulente deve ver o fim das suas dificuldades e aborrecimentos. É a esperança que vai concretizar-se.
O Julgamento na Casa IV (Casa 4):
A carta mais importante fala bem a favor de um julgamento. Indica que será feita justiça à consulente, a curto prazo. O Julgamento é na realidade a carta do relâmpago e do trovão. Com a Estrela em frente podemos assegurar à consultante que se tratará de um julgamento decidido a seu favor.
O total das cartas dá O Papa. É uma indicação suplementar de sentença equilibrada. Como a carta é favorável, podemos garantir à consulente que se trata de um julgamento rápido, cuja sentença lhe é favorável e inclui compensações materiais ( o Imperador na Casa I). A única carta má, situada na Casa VII, casa que rege os adversários, indica que estes perderão o processo.

Comentando:
Perfeito, não teria nem o que comentar, mas quero complementar com outras abordagens.

Seguindo a sugestão do autor, conforme o Exemplo 1 para ver o futuro:
(Se fizermos o total das casas IV e VII (2 e 4), que se referem ao futuro, teremos:
20 (O Julgamento) 0 (O Louco) = 20 = 2 + 0 = 2 - A Sacerdotisa, é uma carta lenta, onde as coisas estão encobertas, uma carta passiva e neutra, depende das outras que a acompanham.
Isso me faz pensar na carta do Julgamento, onde o passado sempre volta, possivelmente ainda há coisas nesse processo que virão a tona, dando um novo rumo ao andamento do mesmo. Pela Estrela no alto e o Papa no centro do jogo, tudo indica que chegarão a um acordo favorável para a consulente (ganha a processo), mas acredito que o processo não será tão rápido assim como sugere O Julgamento, mas devido ao novo rumo que tomará, poderá demandar mais tempo como sugere a Estrela, uma carta que representa futuro, além de estar numa casa de futuro, conforme a tabela abaixo.


  Casa I  ÁRIES  Eu, ego, questões pessoais, instintos
  Casa IV  CANCER  Lar, família, passado
  Casa VII     LIBRA  Outro, clientela, contratos
  Casa X   CAPRICÓRNIO     Projeção no meio, futuro
Consultando a tabela para direcionar o jogo.


E falando em Julgamento e no julgamento deste processo, esta leitura combina bem com o método sugerido por Mary Steiner-Geringer em seu livro - O Tarô e o Autoconhecimento. Onde temos, o Juíz na casa 3 e o Julgamento na casa 4.
E a casa 5, sendo A decisão, ou resumo escrito do juiz do caso, conforme mostra o método da  Academia de Mandrake - A Roda do Taro Justiça Spread". Sendo O Papa na casa 5 , casa central do jogo, o veredito é favoravel para um acordo entre as partes.
Ambos os métodos comentados na postagem - Peladan - A Origem do Método.
 
Explorando mais o jogo, com os Arcanos Ocultos.
Somando na horizontal, a Carta 1 - 4 (O Imperador) + Carta 2 - 0 (O Louco) = Teremos 4 - O Imperador, uma boa carta, é a mesma que representa o consulente na Casa I, indicando dominio da situação.
Somando na vertical, a Carta 3 - 17 ( A Estrela) + Carta 4 - 20 (O Julgamento) = Teremos 37 = 3 + 7 = 10 Roda da Fortuna, que indica mudanças inesperadas.

Em suma:
Não podemos negligenciar O Louco no jogo, mesmo representando o outro/adversários ou mesmo estando em casa de oposição/contra, este Arcano representa algum risco para o bom andamento do processo.
E ao julgar pelos Arcanos ocultos - Sacerdotisa - Roda da Fortuna - e a própria carta do Julgamento na casa 4, algo será revelado, virá a tona.


Importante lembrar:

Estou fazendo minhas interpretações em cima das análises de Hadés, não com o intuito de confrontar, longe disso, as análises de Hadés são brilhantes e seu método fascinante, com uma abordagem ímpar.
É apenas para mostrar que há diferentes maneiras de interpretar um jogo/cartas. 
Ver um jogo por outros ângulos e explorar outras abordagens. Como podemos perceber em diversos livros e suas diferentes abordagens do mesmo método e dos mesmos Arcanos.



Lucia




sábado, 4 de junho de 2011

Método: A Resposta Imediata - Exemplo 1

Este método é similar ao Método Peladan e associa as Casas da Mandala Astrológica.

A descrição deste método, está detalhada na postagem - Variação do Método Peladan -  A RESPOSTA IMEDIATA - 

Vamos ver  exemplos de como interpretar este método, segundo o autor - Cartas e Destino - Hadés.

Exemplo 1

Pergunta:
« Uma confusão separou-me da minha amante e cessámos bruscamente as nossas relações. Receberei uma carta, um telefonema ou uma visita sua que permitirá o reatamento das relações comuns, ou não?»

O consulente separou-se de sua amante e deseja saber se haverá volta deste relacionamento.

Sairam as seguintes cartas;

 

Somando: 16 (Torre) + 4 (Imperador) + 0 (Louco) + 8 (Justiça) = 28 = 2 + 8 = 10 (Roda)

Coloca-se a Roda da Fortuna no centro do jogo.


Análise das cartas:
Haverá uma derrocada das suas esperanças (Torre) e ser-lhe-á imposta uma ruptura, devido à vontade e inflexibilidade de acontecimentos que surgirão (Imperador em frente). O que domina a questão e ressalta do passado e do presente parecia muito incoerente ( O Louco a peça mais alta). A carta de autoridade que dá o resultado do problema (A Justiça) decide as coisas num sentido negativo e põe termo a uma esperança desordenada, que não repousa sobre coisa alguma ( O Louco que está em frente). Não reencontrará, portanto, essa mulher. No entanto, parece que isto é preferível, porque  não resultaria em qualquer ação construtiva, A Justiça em IV ( carta 4 ) e O Louco em X ( carta 3).
Se fizermos o total das casas IV e VII (2 e 4), que se referem ao futuro, teremos:
Justiça + Imperador, ou seja 8 + 4 = 12. O Enforcado.


Comentando

Há diferentes maneiras de interpretar um jogo. E é isso que quero expor aqui.
O primeiro foco é na pergunta. O consulente se refere a amada, como amante e não como ex namorada. Em algumas regiões pode ser um termo usual para namorada, eu entendo amante, como um caso extra conjugal, ou seja, um dos dois ou os dois possui outro relacionamento.
Na dúvida,  o melhor é perguntar ao consulente antes de realizar a consulta.
Mesmo sabendo que o consulente pode não querer se abrir, as cartas poderão dar indícios.

  Casa I  ÁRIES  Eu, ego, questões pessoais, instintos
  Casa IV  CANCER  Lar, família, passado
  Casa VII     LIBRA  Outro, clientela, contratos
  Casa X   CAPRICÓRNIO     Projeção no meio, futuro
Consultando a tabela acima para direcionar o jogo.


A Torre na Casa I, ( carta 1- eu ) mostra o consulente, significa que fatores externos, terceiros,  influíram na relação, levando a sua desestruturação, rompimento. Assim como pode estar indicando que foi o próprio consulente, por motivos externos (confusões, conflitos, brigas ) que rompeu a relação (por experiência na prática, faço essa afirmativa).
O Imperador na Casa VII ( carta 2 - o outro ), pode indicar outro homem na vida da amante, ou mesmo que ela está inflexível frente aos fatos que levaram a separação.
O Louco na Casa X ( carta 3 - futuro ), indica que é uma relação passageira, não tem estrutura.
A Justiça na Casa IV (carta 4 - passado), mostra a separação desse casal.
A Roda da Fortuna, é uma carta de instabilidade, mudanças repentinas. Como o casal está separado, podem ainda se ver, se relacionar, mas não é duradouro, como sugere  O Louco, apenas uma aventura. A Justiça para relacionamentos, separa.
Como sugere o autor:
(Se fizermos o total das casas IV e VII (2 e 4), que se referem ao futuro, teremos:
Justiça + Imperador, ou seja 8 + 4 = 12 O Enforcado). 
 O Enforcado - Aqui indica que um dos dois está preso a outro relacionamento, já é comprometido.Não há futuro para eles.
Somando 1 + 2 = 3 A Imperatriz, a carta da comunicação. "Lembra que o consulente perguntou sobre, carta ou telefonema, pois então, confirma"

Somando na horizontal, a Carta 1 - 16 (Torre) + Carta 2 - 4 (Imperador) = Teremos 20, O Julgamento, isso mostra que poderão se ver novamente, um remember. Assim como a Roda da Fortuna, O Julgamento também é uma carta de acontecimentos rápidos.

Somando na vertical, a Carta 3 - 0 (Louco) + Carta 4 - 8 (Justiça) = Teremos 8, A Justiça, o relacionamento encerrou.

Não somaremos a Roda da Fortuna, neste jogo ela já é a somatória das cartas anteriores.

Não temos o feedback para comprovar essas análises, portanto são possibilidades, muito válidas para estudar um jogo.



Lucia




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos