terça-feira, 30 de agosto de 2011

Tarot - Pinturas de Johfra Bosschart e os Signos

Tarot em Evidência!  
A pintura de Johfra Bosschart dos 12 quadros dos signos zodiacais.



O Mago, A Sacerdotisa, A Justiça, O Eremita, A Temperança, O Louco, alguns dos Arcanos que aparecem retratados em suas pinturas.


Johfra foi um profundo estudioso do esoterismo e baseou toda a sua obra surrealista-iniciática, segundo ele mesmo afirmava, nas pesquisas sobre Psicologia, Religião, Bíblia, Astrologia, Antigüidades, Mitologia, Alquimia, Magia e Ocultismo.

Na gravura de Johfra pode ser visto diversos elementos esotéricos.



TOURO




O Mito do Taurino: Taurus era o touro branco que cortejou Europa, carregando-a no dorso; na verdade era Zeus disfarçado, e, quando o deus reassumiu a sua forma normal, colocou o touro no céu.

Instrumentos de cobre:
A pintura de Jofra enfatiza a criatividade, a produção, a geração e a multiplicação. Touro rege a garganta (voz) a palavra criadora.

 


Existe uma identidade e uma complementação entre Touro e Escorpião. A garganta é como um útero criador (e Deus disse ... Haja luz!). Entre a energia sexual (Escorpião) (a águia do capacete que ostentam a pequena criança) e a imaginação do verbo existe uma relação. As pessoas que estão sujas o verbo o são com o sexo.


Figuras do tarô: A grande Sacerdotisa. Ela é a mulher que está junto as portas do templo, a sua aparência é a de uma virgem, tal como o é a terra onde são plantadas e cultivadas, refere-se à exaltação da Lua em Touro, que tem junto aos seus pés a imagem da lua crescentes símbolo do tempo e ritmo......


Sentada no touro está a Imperatriz.








Rosa de sete pétalas: no meio da flor de sete pétalas, resplandece o maravilhoso numero 8 ou infinito na horizontal, figura matemática que referem-se à dominação ou controle para este elemento associado com a terra. Dentro dela o símbolo astrológico de Touro.





Continue lendo sobre a interpretação das pinturas zodiacais de Johfra em - ARC Mandalas.




Lucia




segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Tarô & Sexo - A FORÇA

Estes significados são especificamente sobre o tipo sexual dos Arcanos.
Significados dos símbolos, existentes na imagem de cada lâmina, relacionados com a vida sexual.



VIII - O FORÇA e o  SEXO


O oito horizontal representa o processo criativo da mulher, o qual não tem fim.

O leão vermelho representa a paixão ardente e a concupiscência (desejo sexual) do homem.

A mulher fechando a boca do leão, significa que o homem deseja suas paixões domadas pela mulher.

A corrente de flores é o segredo da força feminina, significa a série de orgasmos agradáveis, ligados pela insaciável concupiscência da mulher.

A montanha, significa que ela quer e pode satisfazer o pênis mais voraz.


O significado sexual desta carta, sugere o uso do aparelho genital para a obtenção de uma vida plena de felicidade erótica.

Um mulher dessa natureza é um perigo para o condutor do carro ou para para qualquer indivíduo sem compromisso, pois ela dispõe dos meios de saciar qualquer apetite sexual do seu parceiro.

Ela sabe que o homem da sua escolha já praticou vários atos sexuais com mulheres menos exigentes. Assim, ela, inteligente e hipersexualizada, executa todas as maneiras do amor físico, levando o amante à submissão.


Em uma consulta, esta lâmina significa poder e energias sexuais. Cópula animada e invenção de artifícios. Coragem na competição. Exibição generosa e utilização dos órgãos genitais. Êxito completo nas atividades eróticas.



Ao consulente a lâmina pressagia uma mulher como essa em sua existência.
Para a mulher, a lâmina quer dizer que ela dispõe de força genésica, habilidade na execução do ato genital, podendo vencer os obstáculos que a separam do homem por ela desejado.



Comentários: A Força é o par ideal para O Carro. 
Aquela que consegue dominar esse encantador condutor.






Referências:
O Significado Sexual do Tarô - Theodor Laurence
Taroteca


O Tarô aconselha, não obriga.
"Prevenir é defender em devido tempo".


 

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Método - Mandala do Amor

A Mandala do Amor irá esclarecer determinadas situações desconhecidas dando-lhe a bênção de conhecer os sentimentos da pessoa amada, e suas verdadeiras intenções, muitas vezes ocultas por trás  de visíveis aparências.

Pense na pessoa com quem deseja se relacionar, já se relacione ou de quem queira se afastar.
A 7ª carta, a síntese, é a somatória das cartas anteriores.


Krishna e Radharani, divindades regentes do amor


Casa 1 -  Karma
Revela o aspecto positivo e negativo prestes a manifestar-se, relacionado com os sentimentos dolorosos e reprimidos, dos quais fazem parte nosso passado, e sobre os quais estão registrados todos os acontecimentos Kármicos amorosos da nossa vida. Por não sabermos encerrar as nossas dívidas com os nossos entes queridos voltamos a encontrá-los nas várias encarnações futuras.

Casa 2 – Pessoa Amada
Mostra o verdadeiro perfil amoroso e os múltiplos sentimentos vividos pela pessoa que está ligada afetivamente ao consulente. Revela seu grau de amor, emoções íntimas, temores, e suas ocultas intenções.

Casa 3 – Segredo
Esta carta revela os segredos do amor: ciúmes, intrigas, união escondida, paixões proibidas, aproximação das alegrias e das tristezas. Esta carta também pode pressagiar uma separação prestes a acontecer por causa de traições desveladas ou pela disputa de um amor que pode ser novo ou antigo. A manifestação de certas circunstâncias inesperadas irá mostrar ao consulente os próximos passos da pessoa amada, fazendo com que ele aprenda muito com ela.

Casa 4 – União
Mostra a sintonia amorosa e os interesses que ligam os seres que se encontram por Karma ou são atraídos por afinidades semelhantes. Esta carta revela a realidade que existe por trás de certas pessoas que, levadas por interesses secretos, colocam obstáculos na vida a dois.

Casa 5 – Sentimento
Esta carta mostra o verdadeiro sentimento e as intenções ocultas que habitam no coração da pessoa que o consulente ama ou deseja esquecer.

Casa 6 – Conselho
Mostra qual postura deve ser assumida no relacionamento. Esta carta tem grande ligação com os acontecimentos do passado e mostra com clareza como devemos curar nossas feridas e nos libertar de pessoas ou situações que provocam sentimentos dolorosos e cargas emocionais negativas.

Casa 7 – Síntese. Conclusão do Relacionamento
Esta carta revela acontecimentos inesperados, que determinam por exigência do Karma a sentença final para o romance, revelando, assim, o desejo que o homem tem de adaptar-se ao destino.


Permita que os sentimentos advindo do amor revitalizem o corpo, a alma e a mente.
Elimine do coração sentimentos e pensamentos que envenenem a alma e produzam um mau Karma entre você e a pessoa querida.
(Tarô Sagrado dos Deuses Hindus - Sri Madana Mohana)


Radharani e Krishna

Mantra

SRI SRI RADHA MADANA MOHANA (Sri Madana Mohana)
Mantra íntimo para glorificar o amor e a personificação do Cupido.
Este mantra deve ser cantado para atrair Madana Mohana (o Cupido personificado) por aqueles que desejam obter sorte no amor e tornarem-se irresistíveis aos olhos da pessoa amada.



MAHA MANTRA-MADANA MOHANA


Lucia
Om mani padme hum


Google Books - Tarô Sagrado dos Deuses Hindus - Sri Madana Mohana
Imagem - vrinda.vaisnava.hu

domingo, 7 de agosto de 2011

Tarot em Harper's Island

Tarô em Evidência!
Filme


As cartas "Mágicas" do tarot de Rider Waite aparecem em um pequeno trecho deste seriado.
O seriado é bem legal. Consegue levar o suspense até os últimos episódios.

Harper's Island (O Mistério da Ilha)
Um assassino, 25 suspeitos, e 13 semanas para solucionar o mistério: Harper's Iland mistura os melhores elementos do gênero de terror e mistério para levar às telas uma série repleta de mortes misteriosas - uma a cada semana.   Sete anos depois do assassinato de sua mãe no sinistro acontecimento conhecido como o massacre de John Wakefield, Abby Mills regressa a Harper's Island para assistir ao casamento de seu melhor amigo. O que começa como uma festa acaba se transformando em uma luta de morte pela sobrevivência. 



Esta sequência de cartas é interessante. Estão identificando o assassino.








Lucia


minhaserie

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Como Ler o Tempo pelo Tarô

Este método consta no livro, Combinações das Cartas do Tarô de Dorothy Kelly.
Dorothy utiliza os Arcanos Menores do Tarô, relacionando-os as estações do ano, método similar ao utilizado com o baralho comum.
 

As cartas relativas a tempo têm o mesmo significado estando em posição normal ou invertida.
As cartas de tempo referem-se a questões relativas à leitura, e os assuntos e eventos com que lidamos na leitura podem ser relacionados ao tempo em que possivelmente ocorrerão.
Existem quatorze cartas em cada naipe. (a Corte e os Numerados)
Tirando o Ás = treze cartas. São essas as semanas de cada estação.

Os Ases representam a primeira carta de uma sequência de dez, de qualquer um dos naipes dos Arcanos Menores. Podem ser utilizados como indicadores das estações:


Ás de Paus = Primavera;
Ás de Copas = Verão;
Ás de Espadas = Outono;
Ás de Ouros = Inverno




Os dias são representados pelos Arcanos Maiores, estando as predições restritas a três semanas, 21 dias contidos na carta da estação. O Louco (0) representa os eventos imediatos, aqueles que acontecem na semana em que a consulta está sendo feita.


Procedimento:

- Embaralhe as cartas e coloque-as uma a uma à sua frente, até que uma carta de estação (algum Ás) apareça, como o Ás de Paus, por exemplo. Separe essa carta.
- Reagrupe as cartas, embaralhe uma vez mais e, novamente, vá tirando uma por vez até surgir uma carta do mesmo naipe que a primeira, o II de Paus, por exemplo. Separe essa também.
- Embaralhe e repita a operação até surgir o primeiro Arcano Maior, por exemplo, O Carro (VII). 
Separe mais essa e pronto já podemos calcular o tempo.


Assim teremos:
Ás de Paus = Primavera
II de Paus = a segunda semana (da primavera).
O Carro (VII) = 7 dias a cerca da segunda semana da primavera. (7 dias, antes ou depois da segunda semana da primavera).

Dorothy usa o baralho todo misturado. Fica a critério do consultor, usar dessa maneira, ou embaralhar Maiores e Menores em montes separados. 
Bem como ter outro baralho disponível ao lado, quando estiver fazendo uma leitura, apenas para ver a questão tempo.


Ao fazer uma leitura de tempo, use a carta do evento, aquela em que o consulente baseou sua pergunta, como a carta referencial. 
Sugestão: A carta do evento ou carta referencial pode ser aquela carta significadora, geralmente é uma carta da Corte ou um Arcano Maior, nem todos os jogos coloca-se tal carta. Na falta desta, carta referencial, proceda a previsão do tempo sem ela.

Exemplo:
- Embaralhe e dê as cartas viradas para cima, uma em cima da outra, até aparecer o primeiro Ás, que representará a estação. Coloque-o ao lado da carta referencial, da esquerda para a direita.
- Repita a operação até aparecer uma carta do mesmo naipe da carta de estação (o Ás). Coloque-a ao lado da carta de estação para que ela represente a semana.
- Embaralhe mais uma vez e vá tirando as cartas até aparecer um Arcano Maior. Ele representará os dias que antecedem ou que vêm depois da semana.



Estações do ano
Hemisfério Sul Data de Início entre os Dias Hemisfério Norte
Equinócio de Primavera  22 e 23 de setembro Equinócio de Outono
Solstício de Verão 22 e 23 de dezembro  Solstício de Inverno 
Equinócio de Outono  20 e 21 de março  Equinócio de Primavera 
Solstício de Inverno  22 e 23 de junho  Solstício de Verão 


Assim teremos:
Ás de Paus = Primavera
VII de Paus = a sétima semana
O Eremita (IX) = nove dias a cerca da sétima semana da primavera.



Os Arcanos da Corte não são cartas numeradas, mas estão incluídas nas 13 cartas de cada naipe, que indicam a semana das estações. A forma de proceder com esses arcanos, não foi explicada por Dorothy.




Lucia



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos