sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Tarô de Marselha — A Estrela (Esperança)

 A Estrela (Esperança)
O Arcano da Esperança, do Crescimento e da Mãe do futuro.



Descrição da simbologia — O arcano dezessete simboliza os benéficos influxos cósmicos que renovam e fazem florescer a vida na terra. 
É figurado por uma mulher nua, com o joelho apoiado no chão, segurando duas jarras, uma em cada mão. A água — fluido da vida universal — contida nas jarras é derramada, em parte, numa superfície de água e, em parte, na terra. 
Do chão amarelo brota uma planta verde de três folhas, sugerindo uma acácia, símbolo da imortalidade. 
Ao fundo, destacam-se dois arbustos, com um pássaro pousado em um deles. 
Acima dessa figura, uma estrela flamejante de oito raios, rodeada de outras sete estrelas, parece aludir astronomicamente à constelação das Plêiades (uma estrela grande com sete pequenas à volta) ou ainda aos sete planetas com o sol no centro. 
De qualquer forma, o sentido simbólico desta imagem parece ser a comunicação entre os quatro elementos — ar, água, terra, fogo: a vivificação dos líquidos pelas luminárias celestes e a transmissão do conteúdo dos recipientes à terra e à própria água material. 
Em todas as mitologias, a estrela é um sinal da divindade, de um guia.

Representação abstrata — O homem, enquanto parcela cósmica, comunica-se com uma luz do céu e retorna à via da espiritualidade e da harmonia. 
A natureza amável e bela. A mãe jovem, consoladora e clemente. A juventude, o bom humor, os sonhos, a poesia. Esperança e visão íntima das possibilidades de futuro. Criatividade. Inspiração. Intuição para resolver os problemas comuns da vida. Entusiasmo e bom humor. Adaptação às necessidades: suporta-se alegremente qualquer dificuldade e até a miséria. Confiança, inocência, ingenuidade, encanto, sensibilidade, ternura. União entre a mente e o coração. Compaixão. Revelações. A própria vida como religião. 

Sentido negativo: curiosidade indiscreta; falta de confiança em si mesmo, dúvidas; sensualidade, negligência; rigidez mental de quem não se estende além dos limites conhecidos; falta de amor ao semelhante, à humanidade e à beleza; falta de equilíbrio e de controle.

Interpretações divinatórias — É uma carta benéfica, de esperança e consolo, que conduz a novas criações e a uma ajuda tanto espiritual quanto material. 
Tem o poder de neutralizar uma carta maléfica, como o Diabo. 

No plano mental: influxos que mostram o caminho, inspiração e fé nos objetivos. 

No plano anímico: a influência dos elementos e astros em nossas vidas; revelação de uma missão ou vocação. 

No plano físico: permite atingir a satisfação do desejo, renova o ambiente trazendo verdadeiros amigos; socorro e ajuda amigável; encontro de uma doce e verdadeira afeição — um amor; encontro com alguém que trará inspiração e harmonia.


RESUMO

Significado abstrato: harmonia baseada nos elementos psíquico e espiritual, em todas as suas formas. 

Significado prático: satisfação, amor pela Humanidade. 

Em posição invertida: a harmonia do destino do consulente é rompida, harmonia física de pouca duração. 

Moral: Proteção oculta. Serenidade. Ir em frente, dinâmica natural. 

Físico: Resistência para doenças. Rápida recuperação.


Com as Cartas: 

  • I (O Mago): Antes do Mago, ambas em posição normal: esperanças de se concretizar uma união harmoniosa no plano físico. Após O Mago, ambas em posição normal: após altos e baixos, a harmonia será restaurada pela força do destino. 
  • III (A Imperatriz): Antes da Imperatriz, ambas em posição normal: um destino feliz. Após A Imperatriz, ambas em posição normal: vontade forte e determinante de atingir o sucesso. Invertida, antes da Imperatriz em posição normal: a harmonia é destruída por uma Força superior. 
  • V (O Sumo Sacerdote): Sólido crescimento. Voluntariedade inabalável. 
  • X (A Roda da Fortuna): Má organização do trabalho. 
  • XV (O Diabo): Pedido ingrato. 
  • XVI (A Casa de Deus): Após A Casa de Deus, ambas em posição normal: fim de um sentimento. 
  • XX (O Julgamento): Uma oportunidade passageira. Pegue-a! 
  • XXI (O Mundo): Sucesso com certeza. 
  • O Louco: Imprudência. Um engano de gosto ou de escolha. Medo.





Lucia


Extraído de:
Tarô de Marselha – Revista Almanaque Planeta Tarô, 6ª Edição, Jul/1989.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Tarô dos Orixás – Destruição / Tempo

 Destruição / Tempo



O Tempo (Catendê) representa o clima em geral, o ciclo das estações e as mudanças de tempo. 
Costuma ser combinado com Iroco, a árvore sagrada em que vivem os orixás. 
O Tempo muda quando menos se espera, lançando os raios da Destruição.

Quem tentou vencer as dificuldades se trancando na segurança ilusória do seu mundo interior depressa descobriu que o refúgio é uma prisão e a única forma de libertação será um choque violento que o recoloque em contato direto com a realidade.

Tudo que foi mal construído um dia cairá e precisará ser reconstruído de modo correto. 
Sua mensagem é que uma mudança alheia à vontade, forçada a partir de fora, trará uma calamidade ou decepção, a destruição imprevista do que se quer. 
Mas isso tem o poder renovador de uma aprendizagem, pois, sem o abrigo do passado, a única alternativa é seguir um novo rumo.




Lucia


Extraído de:
Tarô dos Orixás –  Eneida Duarte Gaspar, Editora Pallas.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Baralho Comum: O Curinga



O curinga geralmente não é usado na cartomancia. Entretanto, ele é uma carta importante do baralho e pode ser usado durante um jogo divinatório.
A carta é representada pelo número zero (0) e, geralmente, tem a imagem de um bobo da corte.
Embora ele tenha a aparência de tolo, é preciso lembrar que o bobo da corte medieval sabia de todos os segredos do castelo e tinha como função distrair os membros da corte.

Sua mensagem vem, portanto, disfarçada.
Ele representa a essência do ser humano, a alma pura de uma criança, àquele que busca.
Sua presença no jogo significa triunfo sobre situações aparentemente confusas e que dão insegurança ao consulente. Apesar da sensação de que tudo está uma "bagunça", a carta sinaliza organização e estabilidade.

O curinga também revela quebra de regras, de preconceitos, agir de uma forma diferente, fora do "padrão" de comportamento. Ele lembra tudo o que é anticonvencional e, portanto, é preciso ter ideias "arejadas" quando ele aparece num jogo.

A carta representa um aliado, situações inesperadas que podem aparentemente desestruturar tudo o que tem uma aparência sólida.

Ele representa ajuda, mudança na sorte, quebra de tabus, alegria, surpresas agradáveis.

Em seu aspecto negativo, a carta pode significar a posição de uma pessoa realmente tola, imatura e que não tem sabedoria.


Influência
Com esta influência, conte com o inesperado.
As surpresas transformarão as situações em um piscar de olhos, trazendo ajuda de última hora, mudança na sorte, recuperação de doenças e amizades travadas num instante, quer platônicas, quer românticas.
Esteja preparado para repentinos eventos destituídos de toda lógica que envolvem pessoas e circunstâncias das mais incomuns e talvez até cômicas.


Lucia

Artifice Deck

Imagens Google
Como ler cartas de baralho - Ana Elizabeth Cavalcanti
Como ler a sorte pelas cartas - Nerys dee









sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Tarô Místico – A Torre

 A Torre



Este é o décimo sexto Arcano Maior, o que traz o castigo de Deus através das cargas espirituais. 
A Torre é considerada a pior carta do Tarô, sendo, dentre os Arcanos Maiores, a única carta retrógrada. 
Isto é: nenhuma outra carta do Tarô leva a pessoa a um nível inferior; mas o Arcano da Torre possui esse atributo.

O desenho da Torre é uma construção elevada que foi atingida por um raio e está em chamas. 
O raio é um ato divino, que veio corrigir o que estava errado; é uma punição inevitável, cujas consequências são sempre muito negativas. 
O simbolismo da Lua Nova no desenho da carta é indicar que não se pode ver ainda em qual área da vida esse raio vai cair.

Quando a Torre aparece, há a possibilidade de a pessoa ser para-raios de uma família ou de um grupo de trabalho, recebendo tudo que é negativo no lugar dos outros.

Esta carta só é favorável para quem vive uma vida dedicada ao serviço da espiritualidade. 
O serviço espiritual é considerado como a única maneira de reverter a negatividade trazida pela Torre, pois quando faz uma oração ou serve a um necessitado, a pessoa altera uma predisposição negativa.

Numa interpretação objetiva e prática, a Torre significa acidente, explosão, incêndio, castigo, ruptura. 

Numa interpretação subjetiva, a Torre é um ato divino, que joga por terra projetos e esperanças. 

Na caminhada espiritual, este Arcano representa um momento de muita fragilidade, no qual o peregrino tem a alma exposta e o corpo em perigo de vida.

  • As Sete Palavras-Chave: fragilidade, queda, acidente, castigo, ato divino, negatividade, derrota. 
  • No Amor: uma ligação termina e deixa marcas interiores negativas; a pessoa não consegue ficar com quem ama; o amor só traz maus resultados. 
  • Na Saúde: algo negativo está por vir; um dano físico gerado por acidente; a saúde está para sofrer um abalo. 
  • No Dinheiro: uma grande perda, um revés; queda no nível financeiro; total carência de recursos; negócio que fracassa. 
  • Aspecto Negativo: todos os aspectos desta carta são negativos; um raio está para atingir a pessoa, criando uma desestrutura total na sua vida.




Lucia


Extraído de:
Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

Imagem:
comprazen.com.br

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Tarô de Marselha — A Casa de Deus (Catástrofe)

A Casa de Deus (Catástrofe)
O Arcano da Libertação e da Construção.



Descrição da simbologia — O arcano dezesseis simboliza a ação das forças celestes — catástrofe — sobre a matéria, quando esta se ausenta totalmente do espírito. 
A alegoria mostra uma torre fulminada na parte superior (cabeça) por um raio. 
Trata-se de uma das mais remotas imagens para representar a aniquilação como consequência do orgulho. 
Os ladrilhos da Casa de Deus são cor de carne, para reforçar a associação dessa construção com o ser humano. 
Os empreendimentos humanos puramente materialistas condenados a desabar. 
A fragilidade humana frente a forças que desconhece.

Representação abstrata — A dissociação mental a que conduz todo o excesso de segurança em si mesmo. 
A efemeridade das vaidades. 

Sentido positivo: crise saudável, desconfiança em si mesmo; parto; inquietação por causa de empresas temerárias (Temerário – 1. Arriscado, imprudente, perigoso. 2. Arrojado, audacioso, atrevido; precipitado. 3. Sem fundamento, sem base; infundado.), austeridade; tendência à timidez, temperamento piedoso, religiosidade prática. 

Sentido negativo: catástrofe, ruína, queda, acidentes, tempestades, terremotos, dissipação de energias, fracassos, quimeras (1. Produto da imaginação; fantasia, utopia, sonho. 2. Incoerência, incongruência, absurdo.); presunção, orgulho, excessos, abusos, irritabilidade que conduz a erros, ambições desenfreadas, transtornos, apetites insaciáveis; autodestruição, sofrimentos desnecessários, dominação sobre as pessoas sem caridade ou amor, ir além das próprias forças e não saber parar a tempo, egoísmo radical, despotismo.

Interpretações divinatórias — É a carta mais nefasta de tarô e consequência do Diabo. Grandes dificuldades, destruição de tudo o que se construiu. 
Luta de uns com os outros para se destruírem, em vez de se edificarem. 

No plano mental: temeridade, presunção, perigo de permanecer escravo de uma ideia, pensamento limitado e dogmático; indicação para não se esquecer da humildade da própria condição humana. 

No plano anímico: despotismo sobre os outros, cuja consequência mais cedo ou mais tarde será uma rejeição afetiva. 

No plano físico: projeto brutalmente abortado; frutos amargos; falta de resultado ou malogro no terreno financeiro. 

No domínio afetivo: indicação de divórcio, ruptura definitiva. 

A Casa de Deus representa, também, uma liberação, se o consulente tiver proteção e capacidade para fazer um retorno sobre si mesmo e mudar de rumo.


RESUMO

Significado abstrato: criações imaginárias, produzidas pelos desejos humanos. 
É uma carta muito poderosa.

Significado prático: plano interrompido de maneira abrupta; libertação da prisão. Representa sempre uma dramática reviravolta dos acontecimentos ou um choque inesperado. 

Em posição invertida: mais forte do que na posição normal, significa queda. 
Seu poder prevalece sobre quase todas as outras cartas e só é enfraquecido pela presença do Mundo. 

Moral: Insociável, descuido, falta de tato. 

Físico: Distúrbios psíquicos. Possível perda de consciência.


Com as Cartas: 

  • II (A Grã Sacerdotisa): Antes da Papisa, ambas na posição normal: desastre imprevisível afeta uma situação estável. Após a Papisa, ambas na posição normal: desastre físico ou mental. Após a Papisa invertida, na posição normal: a dissimulação e a hipocrisia que devem produzir o desastre serão enfraquecidas, e o desastre moral será evitado. 
  • V (O Sumo Sacerdote): Melhor autocontrole. 
  • X (A Roda da Fortuna): Novos contatos sem interesse. 
  • XV (O Diabo): Tente nada e espere por nada. 
  • XX (O Julgamento): Oportunidade para algum otimismo. Um raio de esperança. 
  • XXI (O Mundo): Antes do Mundo, ambas em posição normal: desastre físico. Após O Mundo, ambas em posição normal: catástrofe. Invertida, antes do Mundo na posição normal: desastre inevitável. Após O Mundo, ambas invertidas: esta combinação é impossível, pois O Mundo não pode ser invertido, devendo ser colocada na posição normal. 
  • O Louco: Complicações. Desilusões.






Lucia


Extraído de:
Tarô de Marselha – Revista Almanaque Planeta Tarô, 6ª Edição, Jul/1989.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Tarô dos Orixás – Diabo / Exú

Diabo / Exú



Primeiro filho de Iemanjá, originalmente era o Sol Nascente (o fogo crescente que inicia seu caminho). 
Tornou-se dono das encruzilhadas (governa os fluxos de energia e a realização correta dos fenômenos naturais) e mensageiro entre deuses e mortais. 
Os padres o associaram ao Diabo cristão.

Como Exú, o Diabo é um mensageiro do fogo dos deuses e das forças criadoras e destruidoras. 
Cheio de vigor, anuncia um momento de muita animação e grande liberdade de ação. 
Mas como é irresponsável e possessivo, lembra que a liberdade implica assumir a responsabilidade pelas escolhas e por suas consequências; quem busca os fins a qualquer preço acaba se emaranhando na teia que criou, e a fatalidade derruba os que não se libertam das sombras do inconsciente nem criticam as próprias falhas e limitações.

O esforço para atingir bens materiais só será bem sucedido se for acompanhado desta crítica; a paixão é um elemento essencial da vida, mas quem se deixa cegar por ela pode ser destruído.




Lucia


Extraído de:
Tarô dos Orixás –  Eneida Duarte Gaspar, Editora Pallas.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Tarô Místico – O Diabo

 O Diabo



Este é o décimo quinto Arcano Maior, aquele que vem trazer a tentação. 
O diabo traz o mundo dos prazeres, para permitir que se faça uma escolha entre o bem e o mal.

O desenho da carta mostra um homem sobrenatural, com chifres e uma estrela de cinco pontas invertida na testa; é um anjo caído, talvez. 
Ele mantém um casal cativo, pois amarra e limita aqueles que cedem às suas tentações; é este o simbolismo das correntes.

Este Arcano mostra que o grande teste da alma é entre o exterior e o interior. 
Podemos ver nesta carta o mesmo casal da carta dos Namorados; é a representação da escolha equivocada.

A influência deste Arcano traz confusão e a desordem. 

O Diabo usa a sedução, gerando atração pelo que é fácil; ele usa de artifícios como dinheiro, amor, beleza e poder para amarrar suas presas.

Numa interpretação objetiva e prática, o Diabo significa uma confusão na vida da pessoa, cuja causa é ter cedido à tentação. 

Numa interpretação subjetiva, o Diabo é sinal de uma influência espiritual negativa, que afeta a vida, energia esta que provém de seres encarnados ou não. 

Na caminhada espiritual, este Arcano representa o momento em que o caminhante é submetido a um teste, precisando escolher entre o bem e o mal. 
Ele pode estar no momento em que terá que enfrentar o maior inimigo de sua alma.

  • As Sete Palavras-Chave: tentação, escolha, teste, sedução, obsessão espiritual, inimigo, confusão. 
  • No Amor: será seduzido; faz uma escolha equivocada, não consegue enxergar os defeitos de quem ama. 
  • Na Saúde: há fragilidade no plano espiritual, é um estado confuso, o médico não encontra as causas da doença, um mal que vem e desaparece sem explicação. 
  • No Dinheiro: será enganado, pode estar sendo roubado, mas está facilitando a vida do ladrão, um enganador convence-o a fazer um péssimo negócio. 
  • Aspecto Negativo: os aspectos negativos são os conceitos do próprio Arcano: a sedução, o mal, o roubo, o engodo, a confusão.



Lucia


Extraído de:
Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

Imagem:
comprazen.com.br

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Previsões pela Mandala Astrológica

Sugestão de como interpretar a Mandala Astrológica.

Neste jogo em especial, são tiradas 3 cartas para cada Casa.
Sendo:
- 12 cartas de Arcanos Maiores, depois
- 12 cartas de Arcanos Menores, e
- outra vez 12 cartas de Arcanos Menores.

Se preferir:
- Use o baralho todo misturado e retire 1, 2 ou 3 cartas por Casa.
- Use apenas os Arcanos Maiores, sendo 1 por Casa.
- Use aos pares, 1 Arcano Maior e 1 Arcano Menor por Casa.

Mentalize a Casa específica (tudo que corresponde a ela) antes de tirar cada carta.


Informações para a consulta:
Sobre o consultado:
O consulente é um homem de cerca de quarenta anos, trabalhando na publicidade, divorciado e com um filho (que não está sob a sua responsabilidade).


O Jogo:


 A consulta:

Casa I - Mago / 8 de Paus / Pajem de Ouros
Sublinharemos o livre-arbítrio do consulente. O Mago indica que terá boas possibilidades em todos os domínios e que tem a vantagem de tomar iniciativas. Um impulso vital permitirá concluir com êxito os seus negócios, sobretudo os que forem feitos legalmente (Papa na Casa X). Transformações de negócios, diligências a efetuar (significado do 8 de Paus) tenderão a fazer evoluir no bom sentido os seus assuntos, com aumento de fortuna (Pajem de Ouros). Será concedida uma grande liberdade (sentido do Mago). Siga em frente em todos os domínios.

Casa II - Enamorado / Pajem de Paus / 4 de Espadas
Esta casa, que se refere aos bens e às finanças, revela-se favorável. O Enamorado concede lucros nos contratos (sem dúvida, os seus clientes publicitários), num sentido de simpatia mútua. Poderá experimentar certa hesitação neste domínio financeiro, recuar perante projetos de independência, que, no entanto, lhe seriam favoráveis (o Mago na Casa I), mas o conjunto é bom. Face ao Enamorado, a Imperatriz (Casa VIII) acentua o movimento dos ganhos. Tudo o que se relaciona com viagens, determinado possivelmente por um mensageiro (Pajem de Paus), culminará num estabilização (significado do 4 de Espadas), com o fim das lutas e aborrecimentos. Se houver divergências com outros, os mensageiros e as entrevistas permitirão chegar a acordo (o Enamorado).

Casa III - Justiça / 6 de Espadas / 10 de Espadas
Esta carta representa um princípio de austeridade, que poderia ter um significado decisivo e hostil. O Eremita, à sua frente (Casa IX), dirige os seus influxos com sabedoria, em benefício, provável, do consulente. Além disso, a Estrela na Casa VII, é  favorável às suas relações com outros. Contudo, muitas cartas de Espadas dão origem a pequenos dissabores (se as cartas Maiores forem boas, poderá triunfar). Com o 6 de Espadas são de prever aborrecimentos de fraca amplitude, e o 10 de Espadas, que se segue, permite um triunfo pela vontade. Sem dúvida serão propostos contratos e acordos com outros.

Casa IV - Roda da Fortuna / 8 de Ouros / Cavaleiro de Espadas
Naturalmente, deve conceder-se mais importância às casas ditas "angulares" e, por ordem de força, à X, à I, à VII e à IV. As cartas maléficas nesta parte do tema (ou seja nos "ângulos") originam acontecimentos difíceis.
A Roda da Fortuna implica aqui um movimento rápido e alterações no domínio familiar. É também possível mudança de residência. O 8 de Ouros nesta casa significa transformações da vida financeira e o Cavaleiro de Espadas simboliza a rapidez desta modificação. Subentende lutas e a utilização de grande energia. No entanto, os resultados não podem senão determinar uma melhoria: qualquer que seja o modo como as coisas se modificarem, haverá sempre um benefício para o consulente. A carta oposta (o Papa na Casa X) é, na verdade, uma das mais felizes.

Casa V - Carro / 5 de Copas / 2 de Ouros
Esta carta, de amor e de triunfo, associa-se muito bem à que lhe fica em frente (a Lua na Casa XI); afigura-se um possível encontro amoroso, em consequência de uma viagem, uma deslocação, etc. Para a vida sentimental abre-se um período feliz. Nesta casa de crescimento, de expansão, de nascimento, que constitui o coração do jogo, o 5 de Copas encontra-se no seu lugar próprio, culminado numa renovação sentimental, uma ligação feliz. Contudo, o 2 de Ouros implica que o consulente terá de fazer face a problemas de dinheiro. Jogos, férias, viagens, etc., serão fonte de despesas.
O prognóstico continua, no entanto, muito favorável.

Casa VI - Pendurado / 9 de Copas / 4 de Copas
Esta carta encerra diversos significados, mas todos, quer se trata de trabalho ou de saúde, não são bons. Este fato é ainda agravado pela carta que lhe está em frente (a Morte na Casa XII). O consulente poderá romper, abruptamente, um trabalho ou um contrato, por exemplo, com a entidade patronal do momento. O quadro geral do jogo (com o Mago na Casa I e o Papa na X) mostra, de resto, que teria interesse em criar algo para si mesmo. No plano do trabalho haverá, portanto, ruptura. No domínio da saúde, esgotamento, fadiga e abatimento por nervosismo excessivo. O 9 e o 4 de Copas significam, juntamente com o Pendurado, que haverá ruptura de uma afeição no trabalho (mulher encontrada por causa da profissão). A Morte, em frente, na Casa XII, implica que esta separação será definitiva.

Casa VII - Estrela / 8 de Espadas / Rei de Ouros

Um risco para a saúde (o 8 de Espadas) ou contestação financeira, mas a Estrela permitirá ao consulente triunfar. É uma carta que adoça e melhora as suas relações com os outros. Os empreendimentos serão protegidos (o Mago em frente, na Casa I). A independência e o espírito de iniciativa serão encorajados.

Casa VIII - Imperatriz / Ás de Paus / 6 de Copas
Cartas muito limitativas, nomeadamente no que se refere ao amor (6 de Copas), levarão o consulente a modificar sua vida sentimental, as relações com as mulheres nesse domínio (significado da Casa VIII: metamorfose). Influência de uma carta (Imperatriz) na vida financeira. Capitais alterados pela influência de uma mulher (Enamorado na Casa II).

Casa IX - Eremita / 7 de Espadas / 8 de Copas
Atraso em viagens importantes (Eremita) e possibilidade de luta (7 de Espadas), num caso sentimental, em transformação, que surge na vida do consulente como fator de perturbação (8 de Copas). Pode haver encontro com uma mulher casada, no estrangeiro (Eremita e Justiça no eixo III - IX), o das deslocações, sendo que a Justiça aqui significa união).

Casa X - Papa / Rei de Espadas / 7 de Copas
Esta Casa X é uma das mais felizes do jogo tirado. Protege o consulente. De um lado, o Rei de Espadas implica justiça, uma decisão forte e inapelável. Do outro, o Papa simboliza a fortuna e o lucro que o consulente saberá conseguir. É também a possibilidade de atos que poderão influenciar o futuro de forma importante. O 7 de Copas valoriza a vida sentimental e mostra uma afeição que se aproxima do consulente e poderá ser legalizada nos meses seguintes (significado do 7 de Copas). Verificar-se-à num espaço de tempo muito curto (Roda da Fortuna e Cavaleiro de Espadas face a esta Casa X, a do destino), novo equilíbrio (a Roda da Fortuna em frente).

Casa XI - Lua / 4 de Paus / Rainha de Paus
As amizades, sobretudo femininas (significado da Lua), serão favoráveis ao consulente. Terá - e aqui está outra confirmação - um encontro com uma mulher em viagem (o Carro oposto à Lua). Poderá tratar-se de uma estrangeira (sentido da Rainha de Paus), com a qual terá ocasião de fazer projetos para o futuro, desejando, talvez, construir algo (4 de Paus), projeto que será facilitado pelos acontecimentos (o Carro na Casa V).

Casa XII - Morte / 10 de Paus / Rei de Copas
As provas consistirão sobretudo no fim de um trabalho, de um período determinado, 
com possível ruptura com um amigo (Rei de Copas). A saúde está marcada com perdas nervosas. Clima de rupturas, mas o consulente possui vigor (Mago na Casa I), espírito de iniciativa, sorte (Estrela na Casa VII) e a proteção necessária (o Papa na Casa X) para, vitoriosamente, fazer face à situação.




Obs. A interpretação das cartas depende dos conceitos de cada profissional, mas no geral esta mandala está bem analisada, deixando dicas importantes como as Casas Angulares (eixo da mandala), as Casas Complementares ou Opostas. 
Também seria interessante analisar os Triângulos e as Casas Derivadas que são fabulosas.

* Veja em  « Métodos » 12 cartas - Leitura com a Manda Astrológica « com todos os Arcanos Maiores e a definição das Casas».




Lucia




Cartas e Destino - Hadés
Imagem Google

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Tarô de Marselha — O Diabo (Destino)

O Diabo (Destino)
O Arcano da Contra-inspiração e da Sedução.



Descrição da simbologia — O décimo quinto arcano simboliza as forças que trabalham a favor das ilusões: a regressão e a paralisação no fragmentado e descontínuo. 

O personagem central é representado de pé sobre um pedestal em forma de cálice, com asas semelhantes às dos morcegos, uma estranha touca da qual saem dois chifres de veado, mãos e pés simiescos, mostrando as costas da mão direita erguida, enquanto segura na esquerda uma espada sem punho. 
Parece ser macho, embora tenha seios desenvolvidos como os de uma mulher. 
Mais embaixo, um homem e uma mulher nus e com atributos animalescos estão, um de cada lado, presos a um aro que se encontra no centro do pedestal. 
O arcano todo representa as artes mágicas, em suas formas negativas, e as perversões.

Representação abstrata — A instintividade e os desejos, em todas as suas formas passionais, que aprisionam todos aqueles que se deixam dominar pelas ilusões materiais. 

No sentido positivo: destino, mistério, força maior, atrações secretas, magnetismo, ação mágica, capacidade taumatúrgica (Taumaturgo - Que ou aquele que faz milagres.), influências ocultas, sugestão, proteção contra encantamentos, dominação das massas, reservas de vitalidade, eletricidade vital na sua dupla polarização: ativa e passiva, eloquência. 

No sentido negativo: desordens; paixões, luxúrias, super-excitação, lubricidade; ignorância, intriga, amores desenfreados e ilícitos; problemas violentos, dependência dos sentidos, escravidão inconsciente, egoísmo, egocentrismo; triunfos conseguidos através de artimanhas, desrespeito aos sentimentos alheios, megalomania, histeria, maquinações, abuso da posição para fins pessoais, enlouquecimento, falta de moderação; emprego de meios ilícitos, bruxaria, malefícios, espíritos malignos, manobras criminosas; instintos grosseiros, maledicência destrutiva; debilidade, degeneração.

Interpretações divinatórias — As correntes de energia que provêm do Diabo não são propriamente satânicas, embora contra elas só mesmo um herói possa resistir. 
A predominância, entretanto, da matéria e das ilusões torna esta carta maléfica. 

No plano mental: muita atividade, mas totalmente egoísta; sagacidade e dom para solucionar enigmas; falta de preocupação com a justiça. 

No plano anímico: cego pelas paixões, o consulente perde a ligação com o plano espiritual; desrespeito pelo próximo; busca em todas as direções para atrair tudo. 

No plano físico: no domínio das realizações materiais e concretas, esta carta concede grande irradiação, embora os sucessos neste plano sejam obtidos por meios censuráveis; os delitos permanecerão na impunidade. 

No domínio afetivo: aproximação entre os sexos, cada um pensando só no seu prazer; paixões que cegam, acompanhadas das inevitáveis decepções; destruição ou conquista de um corpo por meios violentos. 

De maneira geral, as empresas a que se refere esta carta serão coroadas de êxito, mas, de acordo com as outras cartas, estes sucessos serão efêmeros e castigados. 
Recomenda-se transmutar os desejos e as paixões em energias voltadas para o conhecimento das próprias motivações interiores — autoexame.


RESUMO

Significado abstrato: não tem. 

Significado prático: triunfo obtido de maneira perniciosa, por intriga; fortuna ganha por meio de fraude; grande poder de uma pessoa sem escrúpulos, que provoca a destruição de outras para obter seu triunfo. Esta carta promete punição: o triunfo, além de temporário, será seguido de castigo. 

Em posição invertida: ação com intuitos maus, cujos efeitos, no entanto, são inofensivos. 

Moral: Raciocínio. 

Físico: Falta de fôlego, falta de energia.


Com as Cartas

  • IV (O Imperador): Antes do Imperador, ambas em posição normal: poder obtido pelo terror e desencadeamento das forças do mal. Após O Imperador, ambas em posição normal: pessoa com grande poder ameaçada de morte. Atenção: A figura do Imperador pode representar o consulente. 
  • V (O Sumo Sacerdote): Após o Sumo Sacerdote, ambas em posição normal: duas forças em oposição, em luta, sujeitas à influência das cartas que se seguem ao Diabo. Em posição normal, antes do Sumo Sacerdote em posição invertida: O Diabo exerce toda sua força maligna. 
  • VIII (A Justiça): Antes da Justiça, ambas em posição normal: falsa apreensão, traição. Após A Justiça, ambas em posição normal: infração da lei. Antes da Justiça, ambas em posição normal: ensinamentos ou doutrinas inofensivas. 
  • X (A Roda da Fortuna): Alternativas frustradas e satisfação. 
  • XVII (A Estrela): Antes da Estrela, ambas normais: combinação de significado abstrato, pois A Estrela exerce total influência sobre O Diabo, neutralizando-o. No plano físico, triunfo das emoções. Após A Estrela, ambas em posição normal: o mesmo significado. Após A Estrela, ambas invertidas: na vida prática, perda de algo muito belo por motivo de desequilíbrio. 
  • XX (O Julgamento): Curar sentimentos feridos pela razão. 
  • XXI (O Mundo): Um encontro com alguém. 
  • O Louco: Transação com negócio desonesto.





Lucia


Extraído de:
Tarô de Marselha – Revista Almanaque Planeta Tarô, 6ª Edição, Jul/1989.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Destino e Tarô: Consulta de Tarot - Sabrina pergunta sobre gravide...

Destino e Tarô: Consulta de Tarot - Sabrina pergunta sobre gravide...: Consulta :  Sabrina quer saber se vai engravidar este ano (2016)? Vamos ver; Papa / 2 de Paus Previsão : Acredito que não. Não m...


Destino e Tarô: Consulta de Tarot - Caroline pergunta sobre sonhos...

Destino e Tarô: Consulta de Tarot - Caroline pergunta sobre sonhos...: Consulta : Caroline vem tendo alguns sonhos e intuições a respeito de um rapaz e quer saber se isso é verdade? Vamos ver; Pergunta : ...



Destino e Tarô: Symbolon - Desacordo

Destino e Tarô: Symbolon - Desacordo: 37 - Desacordo Astrologicamente :  Áries / Libra, Marte / Vênus Resumo :  Batalha dos sexos, choque, o machado de guerra. Signific...


terça-feira, 8 de novembro de 2016

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Tarô dos Orixás – Combinação / Oxumarê

Combinação / Oxumarê

É o segundo filho de Nanã e Oxalá. 
Como Nanã rejeitou Omolu, por castigo o segundo filho nasceu com o destino de ser, por metade do ano, uma linda jovem ligada ao arco-íris e, na outra metade, uma serpente.

Ligando o céu e a terra, é um mensageiro e criador, associado às mudanças e à gestação.

Oxumarê, a Combinação, é o auxiliar secreto que preside a síntese dos opostos nos conflitos.
Não se deixa apressar pela impaciência das partes, pois sabe que a ação lenta e persistente da água sobre a pedra produz o máximo efeito com o mínimo esforço. 

Por isso, diplomata nato, chega a ser tortuoso ao querer contornar os obstáculos. 
Ele diz para ter calma e esperar que as coisas fluam no seu ritmo natural; não é o momento de agir, mas de ter paciência para esperar que a confusão se esclareça, o velho se dissolva e o novo se forme.



Lucia


Extraído de:
Tarô dos Orixás –  Eneida Duarte Gaspar, Editora Pallas.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Destino e Tarô: Symbolon - A Culpa

Destino e Tarô: Symbolon - A Culpa: 36 - A Culpa Astrologicamente :  Áries/Virgem, Marte/Mercúrio Resumo : O ato involuntário, agir de boa fé, projeção, relação vítima-cu...


terça-feira, 1 de novembro de 2016

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Tarô Místico – A Temperança

A Temperança



Este é o décimo Arcano Maior, o que retoma a continuidade que havia sido interrompida.
Nesta carta, um anjo é o agente da luz e ele deixa fluir de seus vasos todas as cores do espectro solar. 
Este anjo tem um pé na terra e outro na água; ele pode agir com facilidade no plano material e no plano emocional.

A carta da Temperança simboliza a fluidez, a continuação tranquila de tudo o que é vivido.
Ela mostra uma transição para uma vida melhor, uma continuidade natural de todas as situações que fazem parte do presente.

Este arcano tira o peso do passado; por isso, há um segundo plano na carta, um homem recebendo o batismo, que é um sacramento purificador. 
Podemos ver o Imperador sendo batizado pelo Ermitão ou, simbolicamente, a ação sendo temperada pela sabedoria.

A conciliação é outro conceito da Temperança, bem como a ideia de perseverança.

Numa interpretação objetiva é prática, a Temperança significa continuação, facilidades, insistir até alcançar uma meta material ou emocional, esperar dias melhores sem tensão. 

Numa interpretação subjetiva, a Temperança é a chegada de uma fase espiritual tranquila na qual tudo flui em harmonia, pois se recebe muita energia da luz divina. 

Na caminhada espiritual, este Arcano representa o momento em que o caminhante resolve retomar sua evolução, mas caminha sem pressões, deixando que tudo flua naturalmente. 
Ele para quando quer observar a paisagem e usufrui das energias da natureza.

  • As Sete Palavras-Chave: continuação, transição, acordo, boas energias, fluidez, mistura, purificação. 
  • No Amor: há continuidade das situações, se está com alguém, a relação evolui naturalmente; para quem está sozinho, continua assim por mais um tempo. 
  • Na Saúde: a fragilidade está no sistema imunológico; a homeopatia ou remédios florais podem ajudar; gripe que complica. 
  • No Dinheiro: continua como está; permanece no emprego mais um tempo; as situações financeiras fluem e melhoram com o tempo; necessidade de movimentar recursos. 
  • Aspecto Negativo: falta de paciência; interrupção do que está fluindo; falta de higiene, aceitação de um mestre espiritual sem fazer uma avaliação; discriminação.




Lucia


Extraído de:
Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

Imagem:
comprazen.com.br

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

sábado, 22 de outubro de 2016

Mandala Astrológica com os Arcanos Maiores

Com os Arcanos Maiores




Lucia



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos