sexta-feira, 12 de maio de 2017

Tarô Místico — Arcanos Menores - SIMBOLOGIA

O Tarô que acompanha o livro não possui os Arcanos Numerados, apenas os 22 Arcanos Maiores e 20 Arcanos Menores (ases e figuras).



Os Naipes 

O primeiro estudo que devemos fazer, antes de começar a aprender sobre as cartas dos Arcanos Menores, é sobre os naipes, pois os naipes são os símbolos que definem a área de atuação de um Arcano Menor.

Um naipe é como uma família à qual um Arcano Menor pertence. 
Quando estamos fazendo uma leitura e pegamos uma carta de Arcano Menor, sempre devemos ver, em primeiro lugar, qual é o seu naipe, pois é esse dado que determina a área de atuação da carta.

Espadas
Comecemos pelas cartas de ESPADAS, que estão ligadas ao elemento FOGO. 
As figuras estão vestidas de vermelho e há fogo no ambiente em que elas aparecem. 
Observe que a paisagem é exuberante, de verão, quando há calor. 
O FOGO é um elemento que assa uma energia vibrante que constrói e destrói. 
É também, como todos os elementos, indomado, uma vez que se espalha com rapidez. 
Os assuntos ligados ao fogo na nossa vida são os mais básicos, que garantem a sobrevivência: o trabalho produtivo, a energia do sexo, o impulso, a luta, as conquistas, as inimizades e as disputas. 
Eu vejo o elemento fogo como uma força do CRIAR. 
A palavra-chave para o naipe de espadas é TRABALHO, mas há uma segunda palavra-chave importante, que  é VITÓRIA.

Ouros 
Veja em seguida as cartas de OUROS, que estão relacionadas com o elemento TERRA. 
Todas as figuras estão vestidas de verde e há pedras no ambiente em que elas estão. 
A paisagem representa uma cena outonal, quando há frutos para colher nas árvores. 
A TERRA é o elemento que gera uma energia de manutenção, que garante a estabilidade das conquistas alcançadas, pois atua para assegurar a posse. 
É um elemento que nos traz a riqueza material da Mãe Terra, com sua doação de alimentos, metais e pedras preciosas. 
A terra é o elemento da constituição; ela nutre e abriga. 
Na vida do ser humano, a terra governa a prosperidade e o dinheiro, influencia todos os bens materiais, dá segurança, distribui a fartura ou a carência de recursos e está ligada às prosperidades. 
Sua força está relacionada com o TER. 
A palavra chave para o naipe de ouros é DINHEIRO.

Paus 
Temos as cartas do naipe de PAUS, cuja ligação é com o elemento AR. 
As figuras estão vestidas de amarelo, uma cor sempre relacionada ao plano mental. 
Na paisagem, nota-se a aridez própria do inverno, com as árvores desfolhadas, pois é o momento em que a natureza se recolhe. 
O AR é o elemento da mudança, da fluidez e da inteligência. 
Este elemento representa a individualidade, que faz uma pessoa se diferenciar da maioria através do conhecimento. 
Na vida de cada ser, o ar é também a sabedoria, o estudo, a liberdade, a variedade, a cura, e a doença, a tristeza, a solidão e a decepção. 
A força deste elemento atua para assegurar a capacidade de SER. 
A palavra-chave para o naipe de paus é DIFICULDADE.

Copas 
O último naipe é COPAS, que está relacionado com o elemento ÁGUA. 
Nas suas cartas, as figuras estão vestidas de azul, num ambiente no qual a água é visível.
Uma paisagem florida de primavera pode ser vista. 
Este é o momento do ano no qual a natureza ama.
A ÁGUA é o elemento da sensibilidade, da intuição e da recepção. 
Este elemento representa o amor, a amizade, a alegria, a vida social, a satisfação, a sensibilidade intuitiva, a adaptabilidade. 
É uma energia que atua na nossa vida para assegurar a permanência das situações positivas, que trazem a felicidade. 
A força deste elemento age para assegurar a capacidade de ESTAR. 
A palavra-chave para o naipe de copas é AMOR.




As Figuras 

As figuras dos Arcanos Menores são cartas muito importantes no Tarô, porque são cheias de simbolismos e têm muito detalhes que determinam informações precisas na interpretação do Tarô. Elas são em número de quatro: os valetes, os cavaleiros, as rainhas e os reis. Este grupo é conhecido como “A Corte”.

Uma carta de figura não mostra um arquétipo; ela é a representação de uma pessoa real. 

Outro detalhe importante: 
Um Arcano Menor sempre apresenta um conceito composto, uma vez que há uma palavra para o que a carta representa e há uma segunda palavra para o que seu naipe significa. Exemplo: 
Valete de Espadas indica novidade no trabalho
Cavaleiro de Ouros indica um dinheiro a caminho
etc.

Os Valetes 

Todos os conceitos da carta do Mago podem ser transpostos, parcialmente, para os valetes ou pajens, como também são chamados. 
No aspecto místico, devemos lembrar que um valete é um Mago que pode atuar apenas num dos quatro elementos, aquele elemento representado pelo seu naipe. 
É alguém que inicia sua peregrinação espiritual, que escolheu um dos caminhos que tinha à frente.

Um valete representa o que é novo e está no início; é a curiosidade, a expectativa. 
Mostra sempre uma pessoa jovem, talvez um filho, um afilhado, ou um namorado. 
Os valetes são a aspiração, a motivação que impulsiona à busca. 
As palavras-chave do valete são: novo, pequeno, jovem, pouco.



Os Cavaleiros 

Todos os conceitos da carta do Carro podem ser transpostos, parcialmente, para os cavaleiros ou princesas, como também são chamados. 
No aspecto místico, devemos lembrar que um cavaleiro é um Carro que pode atuar apenas num dos quatro elementos — aquele elemento representado pelo seu naipe. 
É alguém que já está envolvido com uma peregrinação espiritual e que, no momento, terminou de cumprir uma etapa evolutiva.

Um cavaleiro representa o que já existe ou o que está chegando; é a determinação, o objetivo. 
Mostra sempre uma pessoa não muito jovem, entre 25 a 35 anos, aproximadamente. 
Pode ser alguém da mesma geração de quem faz a consulta. T
alvez seja uma irmã(o), um(a) primo(a), um(a) amigo(a), um colega de trabalho, relacionado com compromisso, um(a) noivo(a). 
Para quem é casado, é o(a) amante.
As palavras-chave dos cavaleiros são: a caminho, possibilidades, médio, direção, viagem, noivo(a), amizade, compromisso, aplicação prática da fé.



As Rainhas 

Todos os conceitos da carta da Imperatriz podem ser transpostos, parcialmente, para as rainhas ou damas, como também são chamadas. 
No aspecto místico, devemos lembrar que uma rainha é uma Imperatriz que pode atuar apenas num dos quatro elementos, justamente o elemento representado pelo seu naipe. 
É uma pessoa que já concluiu uma peregrinação espiritual e que, no momento, pensa em fazer aprendizados em outro nível. 

Uma rainha representa o resultado, a capacidade de realizar, uma conclusão; é a habilidade e a generosidade. 
Mostra sempre uma pessoa adulta, de mais de 30 anos, talvez uma parceira, uma esposa, uma chefe de trabalho. 
As rainhas são a certeza e respondem a uma questão dizendo sim. 
As palavras-chave das rainhas são: realização, poder, grande, certeza, esposa ou amada, mãe.



Os Reis 

Todos os conceitos da carta do Imperador podem ser transpostos, parcialmente, para os reis ou senhores, como também são chamados. 
No aspecto místico, devemos lembrar que um rei é um Imperador que pode atuar apenas num dos quatro elementos, justamente o elemento representado pelo seu naipe. 
É uma pessoa que já concluiu uma peregrinação espiritual, mas que ainda precisa fazer aprendizados em outro nível. 
Um rei representa o resultado, a capacidade de realizar, uma conclusão. 
É o comando, a produtividade. 
Mostra sempre uma pessoa adulta, de mais de 30 anos, talvez um parceiro, um marido, um chefe de trabalho. 
Os reis são a certeza; eles respondem a uma questão dizendo sim. 
Quase tudo nos conceitos dos reis é semelhante ao das rainhas. 
As palavras-chave dos reis são: realização, poder, grande, certeza, esposo ou amado, pai.


Os Ases 

Os ases são cartas fortes, ainda que pertençam aos Arcanos Menores. 
Um ás é uma carta que faz parte dos números; é o número um. 
No entanto, nunca os ases aparecem numa leitura com um significado adicional, como outros números. 
Em termos de valor, os ases dão sempre a informação principal. 
A razão dessa importância é porque os ases emanam da carta do Mundo, o Arcano Maior da perfeição, e essa é a primeira palavra-chave a considerar quando temos um ás nas mãos. 
Um ás contém a mesma maestria do Mundo; só que essa capacidade é manifestada apenas no campo de atuação de um dos elementos.



Elementos

Cada um dos elementos (fogo, terra, ar e água) possui características vibracionais diferentes. 

FOGO — É o elemento que produz a sensação de estar vivo, na matéria, pois ativa a sexualidade, o apetite e a raiva, que são reações ígneas. 
O fogo purifica, ativa, queima e destrói. 
Ele também aquece, estimula e inspira. 
O desejo é um poder ígneo; quando o desejo ficar muito intenso, pode ser equilibrado com as emoções suaves da água, com os limites da terra, com a adaptação e a inspiração do elemento ar. 

TERRA — É o elemento que produz a sensação de plenitude, de conexão com as forças da natureza, pois ativa a sensação de fazer parte da criação divina. 
A terra nutre, facilita realizações materiais, enriquece, faz prosperar. 
Ela também faz entender a realidade, dá profundidade e segurança.
 A sabedoria é um poder terrestre; mas, quando seu conhecimento o tornar isolado daqueles que não sabem, harmonize-se com o impulso de querer partilhar do fogo, com a voz interior que vem do elemento água, com a percepção solidária do ar, que é curioso e leva para outros lugares o seu saber. 

AR — É o elemento que produz a sensação de liberdade, de expansão, de percepção mental, facilitando a vida espiritual plena. 
O ar ilumina, dá consciência à alma, eleva nossos pensamentos e nos permite expressá- los com clareza. 
Os potenciais são manifestos através da força do elemento ar, que nos facilita o uso da mente na hora de fazer escolhas. 
A ousadia é um poder aéreo; quando suas ousadias ficarem descontroladas, harmonize-se com o impulso determinado e vibrante do fogo, associe ao sentimento intuitivo do elemento água e crie capacidade realizadora, com a base forte do elemento terra. 

ÁGUA — É o elemento que produz a intuição, a integração com planos espirituais, o uso das capacidades mediúnicas. 
A água desperta a sensibilidade, dá fluidez, faz os sentimentos se manifestarem com facilidade, ensina a compaixão e a caridade. 
O sentimento é um poder da água; mas quando o sentimento for absoluto, interferindo em outras partes da sua vida e confundindo suas ações, harmonize-se com a energia física do fogo, a materialidade da terra e com a inspiração criativa do ar.




Lucia


Extraído de:
Tarô Místico – Celina Fioravanti, Editora Pensamento.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

Imagem:
comprazen.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de postar!

Devido a falta de tempo, dúvidas ou ajuda na interpretação de cartas e jogos serão respondidas somente via e-mail, faça seu pedido acessando o link:

→ Aulas de Tarot - Interpretação de Jogos - http://samantha-tarologa.blogspot.com.br/p/aulas-praticas-de-tarot-interpretacao.html

Pagamentos via PayPal e PagSeguro.


Agradeço a sua visita.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos