sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Tarô dos Orixás — Arcanos Menores - OUROS

A maioria dos baralhos apresenta figuras muito simples e padronizadas nos naipes, o que dá pouco alimento para a imaginação. Para fugir desse padrão, escolhi para a decoração dos naipes figuras relacionadas a alguns mitos e a objetos de culto brasileiros e africanos. Na descrição dos naipes, além do significado tradicional da carta, há uma descrição sucinta dessas figuras.



Ouros 

Simboliza o elemento Terra. 
No mundo exterior, representa os recursos materiais, a riqueza; no mundo interior, as funções corporais e a percepção dos sentidos. 
No plano esotérico, simboliza o início do trabalho, a criação da base adequada para o caminho a seguir. 
Como seu símbolo é uma moeda ou medalha, usei imagens circulares. 
As figuras são orixás ligados à terra.

As Cartas

1 — (Serpente do Mundo) 
A serpente que morde a cauda e, ao girar, cria o mundo. Início de fase próspera e favorável, rica e feliz. 
Cuidado com ambição. 

2 — (Criação do Mundo) 
O mundo criado pela serpente, dividido em oito direções. 
Associação produtiva que resulta em ganhos ou divisão de bens. 

3 — (Os Mundos Humanos) 
O mundo é formado por três círculos: a aldeia (adultos), campos cultivados (crianças e velhos), mares e florestas (mortos e embriões). 
Consolidação dos ganhos que pode produzir inércia. 

4 — (A Água Celeste) 
O quarto círculo é o oceano celeste que circunda a Terra. 
Construção, organização; posse segura, recompensa, benefício, estabilidade. 

5 — (O Círculo dos Orixás) 
Por fora do horizonte fica o círculo dos dezesseis orixás. 
Destruição, limpeza. 
Dificuldades materiais por prodigalidade, dissipação. 

6 — (Leque das Deusas) 
O leque é um dos adornos das deusas. 
Beleza, harmonia, sacrifício. 
Ganhos inesperados, mas risco de perda para falsos amigos. 
Necessidade de unir esforços e ajudar alguém. 

7 — (Balangandãs) 
Outros adornos são os balangandãs de símbolos mágicos. 
Colherá o que plantou. 
Atração, sintonia. 
Ganho em especulações, expectativa quanto ao dinheiro. 

8 — (Jogo de Búzios) 
Os colares dos orixás formam o círculo onde são jogados os búzios. 
Esforço, controle.
Uso da habilidade para preparar empreendimentos, mas muito trabalho para pouco resultado; precisa fazer muito esforço. 

9 — (Guias) 
As guias são os colares que ligam a pessoa ao seu orixá. 
Ganhos falsos, imaginação, ilusão. 
Pequenos atrasos, bens de fontes misteriosas. 

10 — (Pulseiras) 
As pulseiras também são guias que ligam ao orixá. 
Realização, discriminação. 
Aquisição de bens, riqueza ligada a propriedade familiar. 
Quer conquistar bens por qualquer meio; falta prazer. 

PAJEM — Oxumarê, a serpente do arco-íris, é tanto do céu como da terra. 
Mensageiro, a notícia que chega, o que estuda sem dar atenção ao exterior. 

CAVALEIRO — Ossain, dono das folhas, da força viva da terra. 
Prestimoso, responsável, mas lento. 
Chegada inesperada, ganho sólido. 

RAINHA — Nanã, mãe dos mortos. 
Grande Mãe da família dos deuses da terra. 
Generosa, segura, opulenta, livre; união feliz. 
Amiga que traz riqueza. 

REI — Obaluaiê, senhor da morte, também da família dos deuses da terra. 
Rico, protetor.
Ascensão, inteligência realizadora, facilidade para negócios.






Lucia


Extraído de:
Tarô dos Orixás –  Eneida Duarte Gaspar, Editora Pallas.

Fonte primordial:
hospedado no 4shared.com por pehemaas-br.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de postar!

Devido a falta de tempo, dúvidas ou ajuda na interpretação de cartas e jogos serão respondidas somente via e-mail, faça seu pedido acessando o link:

→ Aulas de Tarot - Interpretação de Jogos - http://samantha-tarologa.blogspot.com.br/p/aulas-praticas-de-tarot-interpretacao.html

Pagamentos via PayPal e PagSeguro.


Agradeço a sua visita.
Volte sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Selos